::A beleza das alemãs::

Recebi da leitora Kenia o pedido para que escrevesse sobre a beleza das alemãs. Ela escreveu: “Seria possível você comentar em algum de seus posts como a moda e a beleza são tratados pelas alemãs? Elas são realmentes aquelas lindas loiras altas que vemos como padrão em capas de revistas?”

Minha 1a. tentativa de responder a pergunta da Kenia foi comentando que no começo da década de 90 as alemãs eram menos ligadas à moda, mas hoje em dia tanto homens quanto mulheres jovens na Alemanha estao antenados quanto às tendências de moda e que tem muita gente bonita por aqui. Sugeri pra ela a leitura de revistas de moda, deste site, feito por duas profissionais alemãs de moda e do site da Deutsche Welle, que sempre tem textos bons sobre a Alemanha em português.

A Kenia ainda ficou com perguntas no ar: “Há algum site que fale algo sobre Estética Corporal e /ou Facial das alemãs? Por exemplo…elas se maquiam, frequentam salões…costumam recorrer a cirurgias plásticas? Seu biotipo?” No primeiro comentário, ela tinha colocado a seguinte questão: “Elas são realmentes aquelas lindas loiras altas que vemos como padrão em capas de revistas?”

Bom, por onde começar? Se eu colocasse pra você a mesma pergunta, Kenia, sobre qual é o biotipo da brasileira, o que me responderia? Quem é a brasileira? A mulata? A mestiça? A gorda? A alta? A magra? A loira? Da mesma maneira que não se pode definir a brasileira por um só biotipo, a alemã também não é só a loira alta das capas de revista. Naturalmente há muitas alemãs loiras de pele clara, mas todos os outros tipos de mulheres fazem também parte deste grupo. Eu conheço p.ex. uma alemã morena de cabelo preto anelado (natural!). Pra você ter uma ideia de alguns tipos de jovens alemãs, dê uma olhadinha neste site, onde verá fotos e vídeos das jovens (algumas estrangeiras!) que estão atualmente concorrendo ao título de “GNTM – Germany’s Next Top Model” e das que já ganharam o título no passado, como a Sara Nuru (vencedora do ano passado, alemã descendente de emigrante da Etiópia). Tanto através deste concurso como nas ruas na Alemanha é fácil constatar que a Alemanha está se mestificando, como resultado claro da globalização e da mobilidade dos dias atuais.

Pelo fato da mão-de-obra ser muito cara na Alemanha, não é fácil para uma alemã pagar manicure ou cabelereiro todo final de semana, como muitas mulheres fazem no Brasil. Do contrário, as alemãs preferem cuidar mais da beleza da pele, do corpo e da alma. Sessões de massagem, estética facial e visitas a piscinas e saunas termais como esta aqui contribuem para que (a)os alemã(e)s possam descansar e revitalizar o corpo, o espírito e a alma (Körper, Geist & Seele), o que é uma herança clara dos romanos.

Mas isso não quer dizer que as alemãs não gostem de cuidar dos cabelos, das unhas ou da estética em geral. Esta pesquisa mostra claramente que o mercado de cosméticos na Alemanha é enorme, e que as alemãs costumam investir mais em produtos para os cabelos e para a pele.

O que eu diria é que as alemãs mais jovens são mesmo muito antenadas nas tendências da moda, mas em geral o que conta na Alemanha é a praticidade e a comodidade das roupas. Por tanto a preocupação com a moda é bastante diferente e depende em grande parte da idade da alemã.

Aqui na Alemanha não é comum se fazer uma operação plástica. O mercado é mais corretivo do que gerado através das insatisfações dos pacientes. Certamente pelo lado prático e natural do povo, mas também pelo fato de que também os tratamentos médicos são caríssimos e não são cobertos pelo seguro de saúde se não forem realmente necessários por motivo de saúde.

Ah, claro, a moda depende muito também da época do ano. No inverno as roupas são mais escuras e a cor preta domina as ruas do país. Com a chegada da primavera e do verão, as cores aparecem também nas vitrines das lojas, como a Eve pode constatar. As calças e sapatos baixos, certamente pela questão da praticidade, são muito mais usadas do que saias e saltos. O estilo das alemãs não é feminino como o das brasileiras. Esta matéria chama a atenção para o fato de que a qualidade é uma questão importante para as alemãs também, quando se trata de moda.

O espaço fica aberto para as leitoras da Mineirinha deixarem seus comentários sobre moda e beleza na Alemanha, ok? Vai ser um prazer ler seus comentários!

Fontes: sites da Bodensee Therme Konstanz, Cosmetic Business, Deutsche Welle, Elle, Germany’s Next Top Model, Modeopfer.

About these ads

Tags: , , , , ,

22 Respostas to “::A beleza das alemãs::”

  1. Kenia Says:

    Sandra!

    Só posso agradecer, agradecer e agradecer pela atenção recebida! Você sanou minhas dúvidas e ainda fez um lindo post! Obrigada! Agora estou repleta de sites para pesquisa e tenho material de sobra, sem falar que vou ter uma correspondente internacional inclusa no meu trabalho!

    AMEI!!!!!! Obrigada mesmo, imagine só, cheguei a dar um pulo na frente do Pc! hahah, beijo!:)

  2. Tania Belderrain-Spillmann Says:

    Oi Sandrinha querida

    Pensei que o titulo fosse piada!!! Raramente vejo mulheres bonitas aqui em Reutlingen, onde moro. São mulheres de uns 40 anos ou mais acima que nao se maquilam, que se fazem de feias, que se vestem muito mal e por cima nao se tratam,ou seja, unhas horrorosas, pernas, axilas e outras partes íntimas inundadas de pelos, calcanhares no verão repletos de calosidades, pernas cheias de micro varizes sem falar nas barrigas cheias de pneus.Usam sempre roupas escuras e nao conhecem a palavra bom gosto. Diga-me onde está a beleza? Será que só na alma? É claro que os homens alemães preferem as latinas.
    Ainda bem que eu apesar de morar 28 anos por aqui não entrei nesse esquema brega e continuo maravilhosa.
    Abraços

    • Sandra Santos Says:

      Oi Tania,
      Mas que bom que nao há só as alemas que vc descreveu, nao é mesmo? Eu tenho notado uma mudanca enorme de geracao para geracao. Vc há de concordar comigo que há 15 anos atrás havia muito menos preocupacao pela beleza por parte dos alemaes. Hoje em dia há tanto homens como mulheres antenados e preocupados com a beleza, mesmo que de uma maneira diferente da praticada no Brasil. Eu vejo o lado positivo disso, pois aqui nao há essa fixacao e dependencia pela beleza externa muito presente no Brasil.
      Um beijo e boa Páscoa!
      Sandra

  3. Silvia Says:

    Oi, Sandra! Eu ganhei um desses selinhos de blogs, de uma amiga virtual, e indiquei o seu blog para participar da brincadeira também. Mais informações no Consulta Sentimental. bjs paulistanos.

    • Sandra Santos Says:

      Obrigada pelo selinho, Silvia! Vou pensar nos 15 blogs a indicar e publico quando estiver com a lista pronta. Obrigada pela indicacao e reconhecimento!
      Depois vc me conta como foi a viagem do seu marido, ok?
      Beijos,
      Sandra

  4. Tania Belderrain-Spillmann Says:

    oi querida Sandrinha

    Obrigado pelos votos de Páscoa que aproveito para retribui-los.
    Beleza na Alemanha e no Brasil sao coisas totalmente diferentes, né? Penso que as alemas realmente nao sao feias. O problema é que nao se arrumam, pois falta tempo. No Brasil todo mundo tem empregada e pode ir na manicure. Aqui se faz tudo sozinha e a vaidade acaba sofrendo. Ainda por cima com esse frio, vento quem é que vai pensar em se arrumar muito???
    Abracos

  5. Renata Lechner Says:

    Para a Kenia e todos os interessados nas alemas de uma cidade um pouco maior:

    Eu moro em Munique, aqui tem 2 Milhoes de habitantes e todos os dias eu fico impressionada com a super-producao que as meninas fazem para ir para a escola. Nao vejo uma menina que nao esteja super bem-vestida, com a maquiagem feita, com acessórios bonitos e que melhoram muito o aspecto da roupa. Na minha opiniao este fenomeno por aqui vai das meninas de uns 12-14 anos (sem brincadeira!), até as de uns 30 e depois a producao vai ficando mais simples, ou melhor dizendo, a porcentagem de mulheres que fazem a super-producao é menor. Acho que coincide com a idade que muitas delas tem filhos e, portanto, menos tempo. Durante o inverno eu morro de inveja delas! Nao só elas tem pernas que comecam mais ou menos na altura das minhas costelas (eu meco 1,58 m), mas também tem uma infinidade de botas lindonas que eu, com as minhas perninhas grossas, nao posso ficar usando.

    Estava comentando com o meu marido este final de semana, quando estávamos no interior, como as pessoas eram pior arrumadas, mais escalafobéticas. Nossa conclusao foi que quando voce mora num lugar pequeno aonde todo mundo te conhece, a necessidade ter alguma característica física muito diferente é maior (nao estou dizendo que isto é verdade, foi a conclusao a que chegamos). No caso desta cidade eram os cabelos. Uns cortes impossíveis e umas coloracoes ainda piores que faziam as mulheres parecerem araras ou papagaios e eu fiquei pensando seriamente no preco que elas pagaram pelo servico, porque, como a Sandra disse, prestacao de servicos por aqui é muito cara…

    Beijos,

    Renata

    • Sandra Santos Says:

      Oi Re,
      Obrigada pelo seu ponto de vista. Eu também acho que as meninas aqui se arrumam muito pra ir pra escola (ai que saudades de uniformes!). Acho nao, tenho certeza, pois eu tenho um “exemplar” de 14 anos aqui em casa! Penso, como vc, que a preocupacao com a beleza aqui depende da idade da mulher. Quanto mais jovem, maior o interesse e o empenho em estar bonita.
      Um beijo e boa Páscoa,
      Sandra

  6. Kenia Says:

    Olá Renata!

    Pois é, na verdade acho importante levarmos em conta que os costumes variam muito , bem como você citou, de região para região. Aqui no Brasil é visivel que cada estado tem uma cultura peculiar, e isso se reflete na maneira de ser das pessoas. Obviamente que a grande miscigenação de raças brasileira acentua bastante esse fenomeno, mas acredito que isso ocorra em todo lugar, em menor ou maior grau, e nao deve ser diferente com a Alemanha, exemplficandocitando Munique e Berlin…Por isso vou me centrar em Berlin no meu trabalho, mas quero incluir e salientar essas diferenças culturais em um topico.

    Obrigada pela contribuição!Muito legal!! ;)

  7. Amanda Gelumbauskas Says:

    Oi Sandra!
    Bateu saudade de você e dei uma passadinha por aqui.
    Gostei muito deste post sobre a beleza alemã. Eu sou descendente de poloneses, alemães e lituanos. Acho que nesse quesito beleza é muito relativo. Eu tenho um pouquinho de cada país ascendente. Adoro preto, principalmente no inverno, no dia a dia não sou de me arrumar impecável, seja por falta de tempo ou vontade, gosto de conforto e praticidade…mas também, quando é pra caprichar, “encarno” a mulher brasileira e faço o make completo. A ideia de cuidar mais da alma, do corpo me atrai mais do que moda por si só. Mas mesmo gostando do básico, como jeans e blusinha e um acessório simples, é claro que o mínimo de vaidade é sempre bom! É, acho que sou meia alemã, meia paulistana…rs! Beijos!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Amanda,
      Que delícia ler um comentário seu por aqui e ficar sabendo um pouquinho mais de vc! Eu também sou do jeito que vc descreveu, sou mais prática e gosto de ver mais além das roupas.
      Um beijo e bom final de semana,
      Sandra

  8. stefano Says:

    Das Deutschlandlied ist schon!

  9. Tania Belderrain-Spillmann Says:

    Oi querida Sandrinha

    Esse tema tá dando muito pano pra manga.
    Eu na verdade sou muito latina. Sou brasileira descendete de uruguaios, espanhóis e portugueses Talvez porisso que seja muito vaidosa e adore me arrumar, maquilar. Sempre me dou uma repaginada. Apesar que além disso sou muito inteligente e culta. Só beleza exterior nunca ajudou ninguém! Parece até que estou falando da novela Bela a Feia da Rede Record.

    Abracos e bjs

  10. ceci Says:

    Oi Sandrinha,

    fazia tempo que eu nao passava por aqui! Hoje me deu saudades de voce e resolvi aparecer. Eu adorei seu texto, muito bom mesmo! Expressa muito do que eu penso também! Moro ha mais de 12 anos aqui e noto que realmente a preocupacao com a beleza aqui aumentou muito! Mas graças a Deus, a maioria das pessoas se preocupam mais com o bem estar, com a alma e espírito, cuidam do corpo e da mente. A maioria das mulheres alemãs que conheço se vestem bem, sem exagerar e a maior preocupacao delas é realmente a praticidade e comodidade. Eu gosto de me arrumar mas sem exageros. Me sinto super feliz quando visto uma roupa nova, quando o corto o cabelo e faco as unhas, mas nao precisa ser todo dia, 24 horas por dia. Quem gosta de mim, tem que gostar também quando estou descabelada e descalça ;-) Adoro também um dia de Wellness por mês, uma boa massagem, uma meditacao e claro uma comidinha leve com vegetais orgânicos. Tenho muita dificuldade (geralmente no Brasil) em conversar com pessoas que se preocupam demais com a beleza externa.

    Acho que tudo tem que estar em equilíbrio e as coisas mais importantes pra mim sao:
    – sentir-se bem sempre e em qualquer lugar
    – gostar de si mesma do jeito que você é, aceitando seus defeitinhos e dando valor ao que você tem de bom
    – aceitar as pessoas como elas sao
    – conhecer a pessoa mais além da parte exterior
    – agradecer a Deus (seja lá ele como for, de qualquer religiao ou simplesmente uma força boa) pela saúde que tem

    é isso ;-)
    um super beijo a todas as fiéis leitoras desta mineirinha maravilhosa!
    O que seria de nós sem seu Blog, Sandrinha?

    beijos da Ceci

  11. beijodepracinha Says:

    Acho complicado comparar beleza da mulher alema com beleza da mulher brasileira. A beleza é reflexo da cultura, da situacao economica e social, da rotina de vida e de tantos fatores! Acho que a mulher brasileira vive sob pressao para estar linda e impecavel diariamente. Uma verdadeira ditadura imposta principalmente pela mídia! Sem falar no já citado fato de que manicure e salao sao muito mais baratos no Brasil do que aqui.

    As alemas sao mesmo praticas. Mais do que isso: tem outras prioridades. querem ser valorizadas pelo que sao, e nao apenas pelo que aparentam. É um estilo de vestir e se cuidar diferente, que se enquadra bem na cultura delas. Eu mesma, por exemplo, depois de quase quatro anos morando aqui, percebo que me cuido de um jeito aqui e de outro no Brasil. Nao me cuido “menos”, sou igualmente vaidosa. Mas o simples fato de usar a bicicleta como meio de transporte muda completamente a forma de me vestir, pede um estilo que priorize mais o conforto. Afinal, bicicleta nao combina com salto alto e bolsa a tira-colo, nao é? E como tem alema ciclista!!!

    Enfim… Eu acho a vaidade brasileira linda e super feminina, e faco bom uso dela quando quero por aqui tambem. Mas preciso dizer uma coisa: quando o assunto é estetica, eu me sinto muito mais confortavel aqui, sem a pressao e a ditadura tipicas da cultura brasileira, que leva as pessoas a olharem torto quando a unha esta sem esmalte ou a depilacao nao esta em dia. Beijos!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Jane,
      Eu concordo plenamente com vc: tanto adoro o jeito feminino da brasileira, como o prático da alema. E viva a bicicleta e a liberdade!
      Beijos,
      Sandra

  12. Tania Aparecida Belderrain-Spillmann Says:

    A praticidade das alemas às vezes se transforma em puro desleixo e mau gosto. É recomendável nao se deixar influenciar por esse estilo.

    Abracos

    Tania

  13. mille hershberg Says:

    eu achava q bastava ser alta e loiro pra er bonito ‘-‘ acho q boa parte das pessoas acham q todas as alemas ao bonitas pq tem ssa caracteristica fisica… Mas pelo visto estava errada.

  14. Laura Z. H. Says:

    Sou branca, cabelo loiro escuro (medio, nem nao escuro, nem tao claro) media-alta pra minha idade= 1,60 cm, 13/14 anos. Olhos castanhos :( kkk. Sou descende de italianos e alemães. Estava procurando a parte mais “aparente”, mas nao encontrei a da italiana. Eu adoro pesquisar sobre esteriotipos, acho bem legal kkk .. Muito obrigada! Seu site me ajudou bastante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 587 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: