::Comida alemã::

Falar de comida na Alemanha significa falar de salsichas de todas as formas, tamanhos, cores e sabores, é falar de queijos, salamis e presuntos infindáveis, carnes, molhos (muitos molhos !) e significa também tratar das diferenças regionais, que influenciam muito a cozinha local. No norte da Alemanha costumam-se servir batatas como acompanhamento para as carnes e molhos, no sul servem-se, do contrário e talvez pela influência italiana, muitas massas.

Um parágrafo especial é aqui dedicado às “senhoras” saladas deste país, e que delícia de saladas!!! Para mim, que achava que salada era só acompanhamento, aprendi uma lição. Salada aqui também pode ser prato principal, e pode ser também o único prato servido, acompanhado de fatias de pão. Especialmente em festas, ao invés dos nossos conhecidos patês e salgadinhos, aqui as saladas costumam ser sempre servidas, nos mais variados tipos e formas (salada de arroz, de batata, de legumes, de mil e uma formas de alface, etc.).

À mesa costuma-se servir um prato só, muitas vezes cozinha-se um Eintopf, ou prato único, de carne, com molho e legumes. A cozinha alemã é muito prática neste sentido. Nada de ficar horas e horas na cozinha. Que o digam as donas-de-casa brasileiras !!! Pratos doces também podem ser servidos no almoço ou jantar, como prato principal, o que nunca consegui aceitar direito. Meu organismo associa almoço ou janta com comida de sal, o organismo do alemão não tem esta limitação de sabor.

Outro capítulo à parte são os pães das padarias daqui. Também não há limites e a criatividade deixa com que sejam criados pães de todos os tamanhos, de todas as cores, de todas as formas – e o melhor – de todos os sabores, um mais gostoso do que o outro. Em geral, quanto mais escuro o pão, mais saudável ele é. A baguete ou pães brancos em geral não são bem vistos e nem consumidos com frequência, a não ser como acompanhamento para as saladas nas festas ou das carnes nos churrascos.

Ah, e por falar em churrasco! Ele é aqui totalmente diferente daquele que estamos acostumados. Primeiro, por um fator óbvio: carne aqui é muito cara. Se você for convidada para um churrasco, não se assuste se pedirem que cada um traga a sua própria carne. E ela não é preparada em espetos como conhecemos, ou servida bem fininha, comida e deliciada aos poucos, uma tarde inteira, como no Brasil. Aqui os pedaços de carne (de mais ou menos 1 cm de espessura) são assados por inteiro, e comidos no prato, geralmente tendo como acompanhamentos saladas e pães variados.

Outra coisa que me fez engordar muito no começo, assim que cheguei aqui: as tortas! Elas são exatamente do jeito que eu sempre sonhei, pouco doces, deliciosas, monumentais, um verdadeiro “colírio” para os olhos. Por tudo isso e por querer provar todas elas entrei de cara na comilança de tortas e bolos e depois de 6 meses tomei um baita susto ao me ver de corpo inteiro num provador de uma loja de departamentos. Eu tinha um quarto numa moradia estudantil obviamente concebida para estudantes alemães e eu não tinha nenhum espelho de corpo inteiro, só um mini-espelho no banheiro, no qual eu conseguia, ao ficar apoiada na beiradinha dos dedos dos meus pés, ver uma parte da minha testa e a metade dos meus olhos. Lembro-me exatamente daquele dia: estava na C&A e entrei no provador para experimentar um babydoll. Qual não foi a minha surpresa ao ver aquela pessoa pequena, gorda, com pneuzinhos à mostra pra todo lado, com um babydoll que era o que eu tinha escolhido pra provar! E era eu!!! E o pior era que o provador tinha espelhos em TODAS as paredes. Imaginem a situação. Também pudera, não é de se admirar: nos primeiros 6 meses de Alemanha engordei 5 quilos!

Agora tentem adivinhar, qual é a comida nacional do país? O que é mais comido em terras germânicas? Não, não é um tipo de salsicha, nem pão, nem um prato único, e nem tampouco salada, mas sim uma comida turca. Turca? Isso mesmo! É o Kebap, que é preparado com um ¼ de pão sírio, onde são colocados carne, salada, molho, queijo e tempero, à gosto do freguês.

Pra quem quiser se deliciar com essas e muitas outras especialidades da comida alemã, sugiro esta página (“What I miss about Germany”, em grande parte escrita em inglês).

Bom apetite!!!

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: