::Os limites do capitalismo::

Tenho acompanhado muitas das boas notícias a respeito da diminuição da pobreza no Brasil e do desenvolvimento econômico do país, o que me deixa super feliz. Ainda mais pelo fato das boas notícias estarem ligadas à liderança do Lula, que pode não ser “letrado” como muitos esperavam que fossem, mas parece ter motivos éticos e ser movido pelo seu coração ao ser mola propulsora do nosso país. Eu acompanhava tanta reclamação com relação a ele durante os seus primeiros anos de governo, mas o fato é que a população brasileira está lucrando com suas medidas e o mercado passa a ser cada vez mais interessante para parceiros internacionais. Entre 1992 e 2006 15,85 milhões de brasileiros deixaram de ser miseráveis. Os dados parecem falar por si.miséria

Enquanto isso começo a constatar mais intensamente na Alemanha algumas mudanças que me fazem lembrar a época inflacionária brasileira da década de 80. Desde a alteração da moeda do marco para o euro houve um aumento considerável nos preços do varejo, principalmente, a meu ver, com relação a alimentos e roupas e acessórios. Depois veio o aumento da alíquota do imposto sobre a circulação de mercadorias em 2 pontos, o que deu mais um empurrãozinho nos preços. A atual crise alimentar faz com que os preços aumentem e já chegamos hoje a uma situação onde a classe média alemã economiza onde pode para poder continuar pagando suas contas. O fenômeno de empregados com 2 ou 3 empregos espalhados durante vários horários não é mais incomum, há também uma onda de alemães que decidem deixar tudo para trás e mudam de país em busca de uma vida melhor em outro canto do planeta. Junto do aumento do preço dos alimentos, o preço da energia e de combustíveis levam a acreditar que a inflação deste ano será o dobro da do ano anterior de 2007 e poderá pular de 2,2 para 4,4%. Há até aumentos diários nos postos de gasolina, pelo fato do preço ser alterado todo dia às 6h da tarde. Tenho lido que tudo isso é principalmente influenciado pela especulação no mercado e não por aumentos efetivamente reais. Os salários aumentam enquanto a economia cresce, mas o assalariado é, sem sombra de dúvidas, o grupo perdedor. O irônico é que realmente em geral não se ganha mal na Alemanha, mas as contas a pagar em terras germânicas não são tampouco baixas. O saldo é um cinto bastante apertado, fé em Deus e pé na tábua.

Independentemente de onde quer que você esteja, seria muito interessante para mim ler sua opinião pessoal a respeito desta onda descontrolada do capitalismo, que apesar de mostrar alguns sucessos isolados como atualmente no Brasil no caso da população menos favorecida, parece para mim estar chegando a seu limite.

Anúncios

Tags: , , ,

3 Respostas to “::Os limites do capitalismo::”

  1. Maira Says:

    Pois é… o capitalismo tem seu limite como qualquer sistema complexo e mutante. Alguns paises europeus só se tornaram potencias mundiais porque exploraram terras virgens e trabalho barato de outras terras, mas acontece que os “filhos da europa” estao crescendo e com isso comecam a consumir seus próprios bens e por isso comecam a entender e a dar valor ao que tem. As fontes de riquezas externas estao acabando. A globalizacao aconteceu, mas acredito que a tendencia é voltarmos a viver em regime de subsistência, caso contrário teremos um colapso mundial. O mundo ficou pequeno e isso implica em esgotamento de recursos de forma mais rápida. Estamos entrando numa nova era onde “a banana vai comecar a comer o macaco.” E eu… eu estou feliz em enxergar de forma positiva essa virada. “Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor…”.

  2. Suzana Ramalho Says:

    Bom dia.

    Acompanho o seu blog de Portugal. Aqui também desde que o euro substituiu o escudo o nível de vida também encareceu bastante. Há uma maior disparidade entre o rico e o pobre, lembra-me aquela música “o rico cada vez mais rico e o pobre cada vez mais pobre”. O pior é que aqui em Portugal tudo foi arredondado para cima menos os salários.

    Beijocas

    • Sandra Santos Says:

      Oi Suzana,
      É um prazer te receber aqui.
      Realmente é uma loucura que o capitalismo esteja comendo seu próprio rabo. E os cidadaos assalariados sao os que saem perdendo!… Uma pena…
      Continuamos trocando idéias?
      Um beijo,
      Sandra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: