::A luta do governo alemão por mão de obra qualificada::

O governo alemão reconhece que a mão de obra qualificada, principalmente de nível universitário, é necessária para garantir o desenvolvimento e a estabilidade econômica do país. O intuito é esgotar em primeiro plano as possibilidades dentro do país (idosos, mulheres e imigrantes já morando no país). Os seguintes pontos, válidos a partir de 01.01.2009, acabam de ser decididos pelo governo:

  1. O mercado de trabalho para pessoal de nível universitário advindo dos demais 26 países da Comunidade Européia vai ser liberado, o que será feito independente de análise se há desempregados no país que poderiam ocupar o cargo em questão, o que normalmente é uma praxe no país quando se trata de oferta de emprego para estrangeiros.
  2. O salário mínimo anual que traduz o fato de um profissional ser altamente qualificado e facilita a obtenção de um visto de permanência cai de 86.400 € para 63.600 €.
  3. O mercado de trabalho para pessoal de nível universitário advindo de países de fora da Comunidade Européia também será liberado a partir do início de 2009, mas neste caso a análise prévia da possível existência de um desempregado residente no país que porventura possa ocupar o cargo continuará a ser feita. Também será analisado se o estrangeiro estará recebendo um contrato de trabalho similiar ao de um alemão. As análises feitas anteriormente com relação aos familiares do estrangeiro em questão deixarão de ser feitas (eu pessoalmente não tenho conhecimento de que análises são estas, mas elas deixarão de existir a partir do início do ano que vem).
  4. Universitários que tenham frequentado escolas alemãs no exterior têm conhecimentos profundos do idioma e da cultura alemã. Neste caso a análise com relação aos desempregados também deixa de existir, se o universitário conseguir um emprego no país.
  5. Os estrangeiros que já vivem no país e possuem boa qualificação poderão receber um visto de trabalho. Universitários estrangeiros que terminarem seu curso na Alemanha e comprovarem ter trabalhado no país durante dois anos receberão um visto permanente para viver e trabalhar no país (Hoje já há a possibilidade de universitários estrangeiros ficarem no país logo depois de terminarem seu estudo, caso consigam um emprego em seguida).
  6. A obtenção de reconhecimento de diplomas estrangeiros vai ser facilitada.

Veja aqui o texto original do Ministério do Trabalho da Alemanha. No mais tardar na próxima década o país já sentirá fortemente a falta de pessoal qualificado. Hoje já faltam 50.000 engenheiros no país, no total calcula-se que há 100.000 vagas abertas para pessoal qualificado. Até o ano de 2020 o número total de empregados no país aumentará em pelo menos mais 1,7 milhão de pessoas. No momento há 3 milhões de desempregados na Alemanha, 2 milhões a menos do que no ano de 2005. Com relação à análise citada acima (se há no país uma pessoa com uma qualificação semelhante e que esteja desempregada) que é feita antes da obtenção do visto, posso dizer por experiência própria que a maioria dos desempregados alemães não são qualificados e que hoje já há falta de mão de obra qualificada em algumas áreas isoladas, tais como na área denominada “MINT” – Mathematik, Ingenieurs- und Naturwissenschaften und Technik – Matemática, Engenharia, Ciências Exatas e Técnica.

. . Li aqui que mais de 500.000 de desempregados não têm diplomas escolares e 15% das pessoas acima de 35 anos não têm formação  de nível médio (técnico, escriturário, etc.). Somente 12% da mão de obra total do país é representada  por pessoal de nível universitário.

°°°
01.08.12 – Veja também uma nota atual sobre o cartão azul UE e oportunidade de headhunting agenciado por mim neste post.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

13 Respostas to “::A luta do governo alemão por mão de obra qualificada::”

  1. Silvia Says:

    Nossa, não imaginava que a situação é essa… engraçado.

  2. Nando Says:

    Olá Sandra, obrigado pelo aviso lá no blog. Escrever correndo dá nisso! Já arrumei emprego. Beijão!

  3. Soraia Says:

    Oi Sandra, vi seu recado no meu blog e é muito legal quando começamos a compartilhar. sou uma pessoa que tem um pé no jornalismo mesmo sem ter a formação, e tenho feito algumas coisas aqui em Franca (SP) – estava em uma revista dando uma força, mas nao esotu mais. agora vou me dedicar mais ao meu blog e tenho uma idéias para entrevistas, umas matérias diferentes e vou publicando por aqui. Ja trabalhei no jornal daqui, mas a correria é muito grande e hoje tenho dois bebes. Um grande abraço.

  4. alexandre rodrigues de carvalho Says:

    Acho que já é um pouco tarde para sonhar demais. Aos 51 anos de idade, no entado falo um bom alemão e gostaria de ser convidade com free lancer para trabalhar na copa do mundo, guiando alemães,. ou pessoas que queiram assistir jogos em são paulo.Conheço muitos restourates e hosteis de alto nivel ou médio.

  5. Silvia Trindade Says:

    Oi Sandra como vai? descobri o seu blog procurando emprego aqui na alemanha, moro aqui ha 3 anos, atualmente estudo o alemao no nível b2, mas menina é dificil alemao dar chance pra alguem de fora, minha área de especializacao é Direito, trabalhei na área de Registro de marcas e Patentes, mas aqui já mandei tanto currículum e ninguem me dá uma chance, ta certo que na área do direito tem que se falar alemao muito bem, mas eu só queria uma chance, como voluntária, Praktikum ou algo assim, mas até agora nada, vc conhece algum site onde poderia procurar algo pra mim? grande abraco, e adorei o suas dicas! bj

    • Sandra Santos Says:

      Oi Silvia,
      Escreva o seu objetivo nas cartas, e peca pro Arbeitsamt pra contactar empresas oferecendo vc para um estágio sem gastos para o empregador. Outra alternativa: inscreva-se num curso de alemao com estágio incluído. Ah, e como última alternativa procure as “Zeitarbeitunternehmen” para trabalhar por período temporário, emprestada em diferentes empresas. É uma boa maneira de conseguir experiência. Uma vez q conseguir o 1° emprego, o 2° virá, com certeza!
      Um beijo e boa sorte,
      Sandra

  6. Jorge Souza Says:

    Olá Sandra.
    Você acredita que é difícil para um brasileiro conseguir emprego na Alemanha? Sou formado em comércio exterior e sou fluente em inglês e espanhol, mas ainda não domino o alemão. Há chances para um brasileiro nestas condições no mercado alemão?
    Saudações,

  7. Fabricio Hosang Says:

    Bom dia! Gostaria de saber se é possível eu ir morara na Alemanha com minha esposa e dois filhos Nòs não falamos em Alemão. Sou de Origem Alemã por parte materna e paterna. desde já obrigado!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Fabricio,
      O primeiro passo é investir em aprender o idioma, conhecer o máximo da cultura e dos seus costumes. Neste sentido vale a pena ler meu livro, o Mineirinha n’Alemanha.
      Quando resolver investir na busca de um emprego aqui, indico meu site de consultoria http://www.connexconsulting.de.
      Um abraço,
      Sandra

  8. Pamela Knoup Says:

    Olá Sandra, meu marido é analista de sistemas, está tirando certificações na área dele (ITIL e ORACLE), você saberia me informar como está o mercado de trabalho na área dele??? Seria possível conseguir emprego??? Ele fala inglês fluente e alemão intermediário, temos uma filha e eu não sou formada.

    Desde já agradeço a ajuda.
    Um abraço,

    Pamela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: