::Costumes e tradições – verão, praias, saunas e afins…::

Posso confessar uma coisa agora que o verão se foi? O povo alemão é muito voyeur! É só sair uma pontinha de sol que todos estão curtindo o ar puro, andando de bicicleta, de inline skates, fazendo esportes, passeando por aí. Até aí tudo bem, mas… o problema é que este povo também saí para nadar! Saí pra nadar, é daí? O problema é que nadar, para muitos deles, tem um gostinho exibicionista. Muitos alemães não vêem necessidade de ir ao banheiro para trocar de roupa. Se querem nadar e ainda não estão com as vestimentas necessárias, sem problemas: eles começam a se trocar em pleno parque, na frente de quem quer que seja, adulto, jovem ou criança. Alguns deles tentam tampar alguma coisa, mas entre um “tira e põe” acaba sobrando tempo – e espaço – para alguns “lances”, muitos deles deploráveis… Como diria meu cunhado: TMI (“ti-em-ai”, em inglês: too much information)…

Há também muitas crianças nas piscinas ou praias que vão nadar e acabam ficando o dia todo peladas. Aí o meu pensamento vai para os pedófilos de plantão, que devem “fazer a festa” no verão alemão. Filho meu deve ir trocar de roupa no banheiro e não anda, se eu puder escolher, pelado o dia todo!

Outro costume muito corriqueiro fica com as saunas da Alemanha: elas são super deliciosas, luxuosas e altamente revitalizantes, além de fazerem um bem danado para a saúde. Mas… (por que será que sempre tem um “mas” quando o assunto fica um pouco mais “molhado”? Hehehehehe), acreditem ou não, só pode-se visitar saunas se estiver completamente p-e-l-a-d-o! A ordem das coisas é a seguinte: você entra de biquini ou sunga de banho, vai ao trocador e sai de lá enrolado na toalha ou no roupão de banho, se quiser pode andar com seu chinelo de plástico ou havaianas. Quando você entra nas dependências da sauna em si, tem que tirar a toalha ou o roupão e deixar os chinelos do lado de fora toda vez que for entrar em uma sauna. Claro, pode e deve levar uma toalha para cobrir o local onde for se sentar ou deitar, no mais, nada. Há saunas de todas as formas e temperaturas, mais ou menos quentes, mais ou menos secas, com cheiros de ervas, mel, com banho de sal grosso, etc. A cada visita a um tipo de sauna, você deve (de preferência nesta ordem) tomar banho (de preferência geladérrimo) e depois deitar numa espreguiçadeira para descansar um pouco. Em toda sauna tem também uma piscina onde você pode nadar nas pausas entre uma sauna e outra – naturalmente pelado. Bom, para ninguém achar que seria impossível para um brasileiro ir a uma sauna na Alemanha, mesmo porque você ficaria constrangido se achasse seu chefe ou o vendedor da esquina dentro da mesma, posso acalmar todos e contar que há dias separados para sauna só para mulheres e saunas mistas. Isto quer dizer que se decidir “cair na chuva, é para se molhar”! Se for a uma sauna mista, terá que conviver com os possíveis olhares e comentários de outras pessoas e com a possibilidade de encontrar alguma pessoa conhecida da cidade, naturalmente inclusive do sexo oposto…

Há duas coisas que gosto de esquecer com relação às estações do ano: no verão, costumo esquecer que a temporada dos peladões vai começar de novo, e no inverno, esqueço sempre que o frio virá, e ele irá doer na alma…

É por essas e por outras que eu prefiro o “fio dental” brasileiro: ele é mínimo, mas consegue ainda assim dar asas à imaginação. Nudez completa diz tudo e não deixa espaço para o outro inventar o finalzinho da estória!…

Anúncios

Tags: , , , , ,

9 Respostas to “::Costumes e tradições – verão, praias, saunas e afins…::”

  1. Marília Says:

    Ai… esse negócio aí de ir na sauna e encontrar o vendedor da esquina me lançando olhares significativos, não é comigo não!
    Parabéns pelos posts maravilhosos, Sandra =)

  2. C.A.Margonper Says:

    >>>”Filho meu deve ir trocar de roupa no banheiro e não anda, se eu puder escolher, pelado o dia todo!”

    Concordo plenamente.

    Os alemães têm outra forma de fazer as coisas, realmente, mas andar nua por aí é que também não. Nem na sauna, nem fora da sauna, nem no parque, nem sequer em casa quanto mais.

    Claudia

  3. caio Says:

    Quanto preconceito meu Deus!!!!
    Os europeus (que começaram a evoluir bem antes do que nós, aqui do “novo mundo”) tem uma visão diferente com relação a nudez. Basta ver nos filmes alemães, franceses e italianos. Basta ver nas praias onde o toples é comum mesmo não sendo praia de nudismo. Basta ver nas esculturas e obras públicas que contenham nudez. Pra eles é comum e quando estamos em outro país (de visita) aceitamos o costume local, mesmo não concordando. E se você acredita que nudez total não deixa margem para a “imaginação”…então não precisa se preocupar com os pedófilos Entendeu??? Vale lembrar também que até no Japão a cultura dos banhos públicos é praticada por famílias inteiras (criancinha, papai, mamãe, vovô, vovó) e muitos negócios sérios de grandes empresas são decididos por lá.
    Brasileiro é incrível mesmo…no carnaval pode??? Claro. Faz parte da cultura. Os alemães devem ter medo de turistas e imigrantes desacostumados e preconceituosos que recriminam seus hábitos.
    E para essas mamães bobinhas… os seus filhos, criados de forma recriminada e com a maldade no olhar serão os primeiros a olhar de maneira SEXUAL esses costumes e fazer bobagens no passeio pela Europa ou seja onde for. Pecado no corpo? Crime na nudez? Fechem os olhos…tem um cachorro andando com o rabo levantado do outro lado da rua!!! Aqueles que encontram maldade em tudo deveriam tomar cuidado. Os puritanos não são muito diferente dos tarados e dos pedófilos. A diferença é apenas que sabem se controlar melhor…agora… os pensamentos maliciosos são bem parecidos.
    O dia em que REALMENTE a nudez for crime moral e não apenas social… passaremos a nascer com penas e Deus será preso por atentado violento ao pudor.

  4. ludimila Says:

    É por essas e por outras que eu prefiro o “fio dental” brasileiro: ele é mínimo, mas consegue ainda assim dar asas à imaginação. Nudez completa diz tudo e não deixa espaço para o outro inventar o finalzinho da estória!…

    concordo plenamente!
    tudo isso é muito estranho.

  5. Débora Says:

    Ai eu li isso aí e já fiquei com medo… to indo pra alemanha em dois meses e espero nao encontrar com esse povo peladão pela rua por la….
    Ah… e sauna pra mim: NEVER!!!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Débora,
      Nunca diga nao! As saunas daqui sao fantásticas, e como há saunas só para mulheres, nao há por que deixar de curti-las!
      Obrigada pela visita e volte sempre.
      Um beijo,
      Sandra

  6. maria Says:

    eu nao queria saber sobre isso.
    eu estou fazendo uma pesquisa na escola sobre o brasil nas estaçoes e ai nao fala nada sobre as estaçoes no brasil, como diz o titulo. nao gostei muito de ter que escrever isso, mais nao dava para ficar sem escrever. agora sei que o texto nao tá falando sobre as estacoes no brasil.

  7. Marcos Says:

    Na minha opinião, o fato de estar sem roupas numa sauna mista (homens e mulheres) é perfeitamente natural. Aqui mesmo no Brasil eu, juntamente com minha mulher e filhos, frequentamos a praia de Tambaba que é naturista. Lá temos de ficar completamente sem roupas e todos ficam, mas com muito respeito.

    • Sandra Santos Says:

      Oi Marcos,
      O que é natural para um, nao é natural para o outro, o que nao significa estar errado, mas ser diferente. E é das diferencas, e de reconhece-las sendo outras, mas nao erradas, é que aprendemos a nos entender e nos respeitar.
      Um abraco e boa semana,
      Sandra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: