::Saudades pensantes do Brasil::

cimg4860

Logo que cheguei aqui na Alemanha, de volta das férias no Brasil, fiquei paralisada depois do meu “face lifting”, causado pela diferença de temperatura de quase 45 graus entre um país e outro no meio do inverno daqui e do verão de lá! Mas superado este “pequeno” detalhe, queria deixar aqui alguns pensamentos que tive uma ou muitas vezes durante minha viagem :

Por que não se usam mais energias renováveis (solar, eólica, etc.) no Brasil? (logo no nosso país com tamanha abundância de sol e vento!)

Por que a população não recicla ativamente os resíduos do lixo?

Por que se queima lixo no Brasil?

Por que a tecnologia fantástica brasileira de motores que processam gasolina e/ou álcool (etanol) já não ganhou o mundo?

Por que será que há tantos motoristas ruins no Brasil?

Sensação de falta de paciência com a burrocracia, de ausência de cidadania do povo brasileiro com relação ao serviço público, também com relação ao eterno problema da reversão de recursos públicos em prol do bem comum (ex. estradas mal preservadas)

Sujeira nas praias x trabalho para garis.

Sistema de três funcionários para vender uma canetinha em uma papelaria – um para fazer a nota, o outro para cobrar e o outro para embalar.

Muita embalagem desnecessária, principalmente de sacolinhas plásticas.

Modo servil como as pessoas muitas vezes são tratadas (ex. colocar gasolina no carro) x modo “indiferente” ou modo “faça você mesmo” da Europa.

O otimismo, o romantismo, a alegria e o calor do nosso povo, a beleza do nosso país, tudo isso junto aquece – e muito – o corpo e a alma!

Como a nossa comida é gostosa – principalmente a mineira, claro 😉 – e que frutas maravilhosas!!!

Constatação de que é preciso de muito pouco para ser feliz.

Vontade de voltar a morar no Brasil, mas bem longe da loucura das grandes cidades.

(Foto acima: Praia da Coroa Vermelha, Porto Seguro-BA)

Anúncios

16 Respostas to “::Saudades pensantes do Brasil::”

  1. Liza Says:

    Ai Sandra, tambem volto pensando nas coisas boas e ruins que temos no Brasil e pensando onde seria melhor viver. Eu amo o Brasil, o clima de lá, o calor do nosso povo. Mas, vejo que infelizmente estamos atrasados em coisas demais lá. Coisas que poderiam ser aproveitadas para fazer do nosso país um lugar melhor para toda a populacao.
    Amo morar aqui na Alemanha, apesar de ainda sofrer com o frio daqui e ainda nao me acostumei, e acredito que nunca vou acostumar, com essa saudade que transborda de dentro da gente. As vezes sinto uma vontade enorme de voltar pra lá, mas tbm para uma cidade do interior. Acho que nao suportaria viver na correria de BH e nao gostaria de criar o meu filho assim. Mas, as vezes penso que aqui ele teria uma vida mais tranquila, com mais seguranca, saude e educacao. Dificil decisao, ne?
    Beijos

  2. Maira Says:

    Legal vc colocar seus pensamentos, pois muitos deles sao iguais aos que eu tive da última vez. Sério! Concordo com muitos, mas tem alguns que eu cheguei a conclusoes diferentes após refletir mais um bucadinho. O negocio do carro flex só nao entra no mercado internacional por barreiras políticas/econômicas, ou seja, eles dificultam a entrada das nossas tecnologias para nao perderem o mercado deles. Sobre alguns servicos no Brasil que poderiam ser feitos por nós mesmo e nao sao, isso gera emprego, ao contrário da Alemanha que cada vez mais tira empregos potenciais para tornar o sistema cada vez mais prático, tecnológico e rápido. Sobre servicos que uma pessoa poderia fazer e eles tem 3, aqui na Alemanha também já vivi a mesma situacao na hora de emplacar o carro e a moto.

    Agora com o resto concordo 100%! Principalmente sobre a comida mineira (afff… já engordei só de pensar) e sobre voltar para morar afastada de cidades grandes! Isso já mais q decidido aqui em casa.. SP jamé! (((-:

    • Sandra Santos Says:

      Quanto ao negócio de no Brasil haver sempre vários empregados em uma loja, a minha teoria, além da sua de ser possível assim arrumar (sub)emprego para muitos, é que o dono faz isso intencionalmente, dividindo as funcoes para fazer com que um funcionário controle o outro, assegurando seu LUCRO (mesmo que com isso ele o minimize por pagar 3 pessoas no lugar de uma)!
      Pois é, e quanto a morar longe de cidades grandes, só falta encontrarmos a “praia” certa! hehehehe….

  3. Carla Says:

    – Por que será que há tantos motoristas ruins no Brasil?
    Acho q muito fica por conta da impunidade sabe como criança, que enquanto nao vê consequencia, continua fazendo?

    O problema é que quando se mora longe das grandes cidades, falat todo tipo de infra estrutura, tb é outra coisa q eu nao entendo. Faltam bons médicos, boas escolas, bons empregos…
    Essas perguntas todas tb já me fiz, mas acho q é memso uma questao de consciência.
    Sandra, qdo eu abro teu blog no Explorer aparecem um monte de erros e letras misturasdas ao post (tipo código html) mas no Firefox funciona perfeitamente, vc já notou?

    Bjos!!!!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Carla,
      Minha mae diz que no interior o pessoal “compra” carteira mesmo, será??? Que parece, parece… Vi cada barbaridade nas estradas!…
      A outra coisa que vc comentou também é típica do Brasil, infelizmente. A infra-estrutura tinha mesmo que ser espalhada para os quatro cantos do país, possibilitando assim o descongestionamento das grandes cidades e o aumento da qualidade de vida.
      Ué, será que o Explorer está “boicotando” o Firefox? Mas eu nao volto pro Explorer mais de jeito nenhum, estou satisfeitíssima com o Firefox. Nem se fala! Abaixo monopólios!!! Viva a liberdade de escolha!!!
      Um beijo,
      Sandra

  4. arlete sofiatti Says:

    Ola, Sandra,
    Tenho lido algumas coisas sobre tecnologia de combustiveis renovaveis e tinha me feito a mesma pergunta que voce. A revista Times tem publicado semanalmente materias sobre o assunto e o que eles julgam ser o motivo do uso do alcool como combustivel pelo resto do mundo ‘e porque haveria uma disputa entre producao de cana de acucar para a producao de alcool e producao de alimentos, fazendo com que a comida ficasse cada vez mais cara. Alem disso, o Brasil tem terras e mais terras para produzir tal combustivel mas outros paises nao e certamente eles nao gostaria de ficar nas maos de um ou poucos paises quand se refere a fornecimento de combustivel, como o que acontecesse hoje com o fornecimento de petroleo pelo oriente medio e gas para a europa, pela Russia. Estao procurando fontes de energia renovavel mas que nao depende de desmatamentos e queimadas, como acontece com a cana. Estao procurando produzir combustivel a partir de sementes ou algas, algo que nao requer que toda a plantacao seja posta abaixo para produzir o combustivel e replantada, como acontece com o milho e cana.
    Quanto ao uso de muitas pessoas para fazer o trabalho de uma so, o motivo ‘e geracao de empregos. Ja pensou esse povo todo no Brasil que nao tem acesso a educacao? Se nao houvesse a possibilidade de emprego ( subemprego), o problema seria muito maior. Da pra ver isso no supermercado, com os empacotadores e recolhedores de carrinhos e com o frentistas, nos postos de gasolina, coisa que nao acontece aqui na Alemanha. Sem dizer que se os postos no Brasil, tivessem auto atendimento, voce acha que o povo ia se preocupar de entrar no posto e ficar na fila pra pagar? rsrsrs.
    Ja a questao d reciclagem e uso de sacolinhas plasticas, realmente ‘e uma vergonha, sem falar nas garrafas pets e de vidro que nao sao retornaveis. Como eram no passado, ne?
    um abraco
    Arlete Soffiatti
    Bonn – Alemanha

  5. arlete sofiatti Says:

    Enviei o comentario anterior sem revisar, desculpe os erros.
    Ah, gostaria de saber como foi o processo para voce publicar o seu livro. Eu escrevi um livro de poesias para minha filha com o tema principal sendo a nossa vida aqui na Alemanha. Voce poderia me dar algumas dicas? Se voce quiser ver o meu livro, editado por mim mesma, entre no site http://www.blurb.com e digite Lara na beira do Reno.
    Obrigada
    Arlete

    • Sandra Santos Says:

      Ei Arlete,
      É um prazer receber sua visita!
      Eu procurei seu livro no blurb, mas nao o achei. Poderia mandar o link direto? Olha, eu procurei fazer contato com várias editoras no Brasil, mas só achei algumas tentando ganhar dinheiro nas minhas costas. Portanto fiz tudo eu mesma, ou contratei os servicos, ou recebi a ajuda de bons amigos e familiares (sem os quais o meu projeto teria morrido antes de nascer!), do processo de escrita, escolha dos textos, revisao, ilustracao, diagramacao até a divulgacao e vendas. Se vc quiser, te passo todos os contatos.
      Vc também tem um blog? Continue me visitando, viu? 🙂
      Um abraco,
      Sandra

  6. Claudia Says:

    Sandra, legais suas divagacoes e compartilho com muitas delas. Sobre o etanol saiu um artigo no Spiegel há umas semanas, criticando principalmente o sistema escravagista em que é feita a colheita da cana, e como o Brasil é um grande produtor da mesma, muitos países boicotam a importacao (com razao). Meu marido trabalha na indústria automobilística como você sabe e ele conta cada loucura, que eu caio para trás. Nao é à toa que o meio de transporte preferido dele seja a bicicleta, aliás nós só possuímos um carro, também por razao ecológica. Eu acho que no Brasil está se vendendo muito carro, porque todo mundo faz um crediáriozinho, mas as ruas estao lotadas e o trânsito nas cidades grandes está totalmente caótico. Se a gasolina ou o álcool fossem mais caros, talvez nao tivesse tanta gente circulando à toa. Estive em SP e no Rio n última vez e abominei circurlar pelas cidades… Mudando de assunto , como anda a sua divulgacao, alguma novidade? Vou apresentar o seu livro (fazendo um lancamento em Darm sem sua presenca, hehehehe) no nosso próximo grande encontro das famílias sabiás. Depois te conto. Beijossss

    • Sandra Santos Says:

      Oi Claudia,
      Obrigada pela dica do artigo na Spiegel, vou procurar.
      Ai, que chique, lancamento com ou sem minha presenca – tá tudo valendo, obrigada pelo carinho! A primeira remessa de livros do Brasil pra cá está a caminho!!!
      Um beijo,
      Sandra

  7. Ana Says:

    Bacana ver o Brasil com olhos de quem ama sua pátria, mas vive há tanto tempo no estrangeiro…

  8. Maira Says:

    Sandra … etanol brasileiro: pauta para outro post… ((((-: Bjs!

  9. arlete sofiatti Says:

    Oi, Sandra,

    Comecei o meu blog tambem falando sobre a nossa vida aqui em Bonn, tenho muitas ideias mas falta-me tempo, pois tenho tentado aprender o alemao, mas esta dificil e tambem tenho uma filha de tres anos que comecou o kindergarten em agosto e desde entao so fica doente. Tambem com esse friiiiio!
    Desculpe! Achei que so digitando o nome do livro ele apareceria.
    http://www.blurb.com/tags/brazil
    Mandei imprimir o primeiro livro e esta para chegar. Mas nao da para vender direto atraves do site pois acho que fica muito caro.
    Meu (pseudo)blog :
    http://www.tudodebonn.blogspot.com/
    Eu estou na sua mailing list. To ligadona no seu blog.
    um abraco
    Arlete

    • Sandra Santos Says:

      Ei Arlete,
      Adorei o livrinho da sua filha! Super fofo mesmo! Se vc tiver feito um pedido com várias unidades, gostaria de te propor trocar um livro seu pelo meu. O que acha?
      Um beijo e bom final de semana,
      Sandra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: