::De onde saiu esse “trem” da Mineirinha?::

O Mineirinha n’Alemanha se propôs desde o princípio, em março de 2003, a ser mais do que um blog onde eu escrevia sobre mim e minha vida. Escrevia também textos que falavam do Brasil e também relacionados à vida e à cultura alemã, textos esses que pudessem servir de reflexão nao só para quem quer vir para a Alemanha, como também para quem já vive no país ou tem um familiar morando aqui, ou mesmo para aqueles que quisessem só saber como é a vida de uma brasileira no estrangeiro.
 
Tendo sido identificada na internet, logo no início da minha “carreira” de blogueira fui convidada para fazer parte dos colunistas da página Viver na Alemanha, que é um portal para brasileiros na Alemanha, para o qual eu contribui durante 4 anos. Ano passado, em agosto, depois do 2° lançamento de um livro da minha família (minha mãe e minha tia também são escritoras) pensei que com os contatos que elas ja têm eu poderia transformar meu blog em livro. Em seguida recebi a oferta valiosa da designer brasileira Cecília Palmer, que fez para mim todas as ilustrações e a capa do livro, adaptando também o blog ao mesmo estilo do livro e criando assim para mim uma corporate identity (obrigadíssima, Ceci! :-)).
 
Do ponta-pé inicial ao lançamento do livro em si se passaram menos de 5 meses. Tentando reconstruir esses meses, eu nao sei ainda como conseguimos lançar o livro em tempo hábil, pois ele foi fruto do trabalho intensivo de poucas pessoas, separadas por muitos mil quilômetros entre o Brasil e a Alemanha. Primeiro fiz a escolha dos textos, resultado de 5 anos de escrita, e comecei a montar a estrutura do livro. No final de agosto, eu tinha quase todos os textos escolhidos e estávamos comecando a montar a capa. Enviei os textos para algumas amigas e familiares, que me deram muitas contribuições valiosas e foram formando o livro com suas ideias. Escolhi a pessoa que faria a introdução do livro, que não poderia ter sido outra a não ser a Claudia Dannemann, que foi quem coordenava o Viver na Alemanha e tinha me convidado para ser colunista daquela página. Com os textos escolhidos, fui em busca de um corretor que dominasse as alterações da língua portuguesa, que vigorariam logo depois do lançamento do meu livro, a partir de janeiro de 2009. Olhando pela perspectiva de hoje, tive a atitude corajosa de procurar um local para colocar o livro no mercado e marquei uma data para o lançamento do mesmo: 23/12/2008 no Bar Inusitado, na minha cidade natal, Belo Horizonte. Depois da primeira correção, o livro passou por muitas outras correções. Hoje admiro quem faz esse tipo de trabalho, pois esta foi a etapa mais árdua de todo o projeto!Tenho a dizer que sem minha mãe e minha tia, que já foram ambas professoras de português, não teria chegado ao resultado final! Enquanto isso, a Cecilia ia desenvolvendo a capa do livro (ela fez mais de 50 capas até chegar ao resultado final!) e teve que refazõer todas as suas ilustrações, que eram coloridas e tinham que ser em preto e branco para um bom resultado na impressão do livro. Numa outra ponta, minha prima Lílian preparava a propaganda do livro e cuidava do contato com o Bar Inusitado para o lançamento….
 
Contagem regressiva

Foram muitas e muitas noites em que eu dormia às 3h da matina e acordava às 7h da manhã para ir trabalhar…. Tudo o que fizemos foi praticamente resolvido virtualmente, sendo que às vezes me encontrava com a Ceci ao vivo e a cores. Para a diagramação do livro, novos desafios: eu queria incluir as ilustrações em um tamanho razoável “dentro” do texto, o que fez com que a diagramação  ficasse bastante difícil e trabalhosa. E o livro teve que ser diminuído, pois eu não sabia até aquele momento, mas os livros são sempre feitos com quantidades de páginas que têm que poder ser multiplicadas por 8. Eu e a Ceci escolhemos tudo: a letra, o tamanho dela, o espaço entre os textos, os espaços da parte de cima e de baixo de cada página, o tamanho das ilustrações, a distribuição das informações dentro do livro, a qualidade das folhas, o formato em si do livro… cada detalhe foi alvo de nossas observações cuidadosas.
 
Nessa altura já estávamos chegando no final do ano e daí foi uma contagem regressiva para o lançamento:  enquanto durante todos aqueles meses eu tentava conseguir uma editora, fazia ao mesmo tempo contatos com a gráfica para receber os preços de impressão e acertava a data de entrega do livro. Não consegui uma editora, mas olhando o resultado final, estou muito satisfeita do livro ter saído com uma qualidade satisfatória e pelo fato de eu ter me tornado produtora independente, pois assim posso ter o contato direto com o leitor, o que é muito enriquecedor para mim como pessoa e escritora. A diagramação foi entregue em uma semana, e logo depois eu e minha mãe tivemos que ler o livro pela milionésima, eh…. última vez para fazer as últimas alterações antes da impressão. Quase na reta final, as ideais ainda borbulhavam e ainda decidi colocar uns textos e tirar outros, alguns até inexistentes no blog e exclusivos no livro.

Todas as decisões foram tomadas na base da imaginação de como o projeto final ficaria, pois dada a distância não podíamos tirar provas de nada, só imaginar como cada detalhe ficaria. Depois que a propaganda do lançamento estava pronta, contei com a valiosa colaboração de várias blogueiras espalhadas pelos 4 cantos do mundo, que gentilmente fizeram propaganda do meu livro em seus blogs. Uma amiga em Beagá também contribuiu fazendo a distribuição dos flyers e cartazes, anunciando a novidade.

Lançamento no Brasil

O livro ficou pronto numa sexta-feira, eu cheguei no sábado no Brasil e na terça-feira, na ante-véspera do Natal, fizemos o lançamento. Um dia antes, a Taísa, minha filha, que estava tomando antibiótico, caiu de cama com uma febre forte que beirava os 40 graus, fruto de uma infecção bacteriana que ela tinha trazido da Alemanha, e até a tarde do lançamento eu ainda não sabia se ela iria ter que ser internada no hospital ou não… o que felizmente não foi necessário! Antes da vinda para o Brasil, eu e a Ceci ainda fizemos camisetas e cuecas (!) com o logotipo da Mineirinha, e no dia do lançamento eu, meu marido, meus filhos e minha mãe estávamos todos de “uniforme”. 🙂
 
Como não poderia deixar de ser, choveu torrencialmente na nossa ida do apartamento da minha mãe até o Bar Inusitado, e por causa da chuva chegamos um pouco atrasados, o que aumentou consideravelmente o meu nervosismo. Quantos amigos! Familiares! Pessoas que liam meu blog e estavam lá pra comprar o livro! A grande surpresa foi a presença do meu apadrinhado do GAC-Kinderhorizonte, que estava lá também para me prestigiar junto do seu irmão e da sua mãe, que eu tinha conhecido um dia antes quando visitei o projeto. Eu e meu marido já apoiávamos o GAC através de dois apadrinhados, e passei a apoiar o projeto também através do meu livro, pois 10% da renda do livro é destinada a ele.  Às 7h30 comecei a autografar livros, e só fui parar às 11h da noite, cansada, mas acima de tudo super satisfeita!
 
Até esse dia eu não tinha a menor ideia da repercussão que o meu livro teria. Depois do lançamento descobri que meu livro preencheu uma lacuna, pois não havia até então no mercado um livro atual no qual um brasileiro relatasse sobre a vida na Alemanha.

Lançamento na Alemanha e o futuros projetos da Mineirinha

O lançamento na Alemanha foi dia 02/05/09 junto do DBKV (Associação Cultural Teuto-Brasileira) em Munique, com a presença do consul brasileiro daquela cidade. Hoje, com quase 7 meses de vida, o livro da Mineirinha já foi vendido quase 200 vezes e já encontrou leitores em vários cantos do mundo, tendo recebido inúmeras críticas positivas.

Agora estou batalhando para lançar meu livro também em alemão, preparando um flyer/marcador de páginas como propaganda e buscando uma livraria ou distribuidor no Brasil, com boa presença no sul/sudeste do país que tenha interesse em comercializar meu livro no Brasil, assim como a LiBrasil já o faz com sucesso aqui na Alemanha. Os projetos da Mineirinha nao páram por aí! Ainda há muito por vir e acontecer. Aguardem!… 😉
 
Um dos meus sonhos é fazer parte de um grupo de escritores brasileiros e também estrangeiros que tenham como objetivo a divulgação de culturas e que busquem a queda de barreiras e a aproximação entre pessoas de culturas diversas. Vocês, leitores do Mineirinha e blogueiros espalhados pelo mundo, têm tudo para participar desta empreitada. Quem é o próximo a lançar seu livro?

Anúncios

Tags: , , , , , , ,

23 Respostas to “::De onde saiu esse “trem” da Mineirinha?::”

  1. arlete soffiatti Says:

    Sandra,
    Parabéns, mais uma vez, pela iniciativa. Trabalho árduo e muito bem recompensado.
    Bjs

  2. Glenda Says:

    Olá! Ok, está ótimo o texto, vou publicar lá no Brasil com Z hoje mesmo! Abração e valeu pela disposição em colaborar! 🙂

    • Sandra Santos Says:

      Oi Glenda,
      Que bom que vc gostou. Ficou meio longo, mas faz as pessoas sonharem junto comigo, espero! Na última frase, inclua no “Vocês, leitores do Mineirinha e blogueiros espalhados pelo mundo, têm tudo para participar desta empreitada”. o Brazil com Z:
      “Vocês, leitores do Brazil com Z, da Mineirinha e blogueiros espalhados pelo mundo, têm tudo para participar desta empreitada”.
      Um beijo grande,
      Sandra

  3. Roberta von Zastrow Says:

    Oi, Sandra! Não é de hoje que acompanho seu blog. Inclusive já deixei comentários por aqui, não sei se vc se lembra! Recebo suas atualizações por e-mail e leio todas, tanto por ter planos de ir morar na Alemanha depois que me formar na faculdade, tanto por considerar você uma excelente escritora! Também sou de Belo Horizonte e também quero muito ser escritora! É meu sonho ganhar a vida escrevendo, acho que não tem nada melhor para enriquecer a alma e levar conhecimentoa próprios para as pessoas! Me nspiro muito em você! Fiquei muito encantada com a história do seu blog e do seu livro! Quero que meu blog também se torne conhecido algum dia! Inclusive coloquei o endereço dele, para lhe convidar a fazer uma visita! Me sentirei muito honrada! Gostaria também de saber como posso adquirir seu livro! Estou muito interessada em comprá-lo! Parabéns e sucesso sempre!
    Beijos :*

    • Sandra Santos Says:

      Oi Roberta,
      Virei sua seguidora no seu blog, que acabo de visitar! 🙂
      Nossa, que honra, nem sei se sirvo como exemplo a ser seguido, pois sou lotada de defeitos!… hehehehe
      Meu sonho também é viver de escrever. Acho que nos blogs espalhados pelo mundo está cheio de gente talentosa!
      Aí em Beagá pode comprar o livro na Livraria Leitura do shopping Pátio Savassi. Depois da leitura adoraria ler seus comentários sobre o livro!
      Um beijo e um queijo da conterranea Mineirinha,
      Sandra

      • Roberta von Zastrow Says:

        Oi Sandra!! Me senti muito honrada com sua visita no meu blog! E também pelo comentário! Já é um grande sentido para eu continuar batalhando para conseguir espaço no mundo da escrita!
        Nossa, e como você serve de exemplo! Adoro seus textos e a forma como você escreve! Parece que estamos vivenciando tudo!
        Pode deixar que vou comprar seu livro, e faço questão de vir aqui comentá-lo com você! Deve ser um sucesso, assim como seu blog!
        Beijos e muito obrigada! :*

      • Sandra Santos Says:

        Ei Roberta,
        Nao se esqueca de comentar comigo se achou o livro com facilidade lá na Leitura, pois isso para mim é importante para que o livro tenha saída. Minha família acaba de repor livros por lá, a primeira leva já foi toda vendida!
        Vc leu aquele pensamento que publiquei há alguns dias atrás que fala que um livro só fica pronto na mente do leitor? Fico super satisfeita de constatar que consigo fazer com que isso aconteca na mente dos meus! 🙂
        Será um prazer continuar o bate-papo com vc, aqui, no seu blog e através do meu livro.
        Boa leitura e beijos,
        Sandra

  4. Eny Says:

    Sandrinha!

    Fiquei muito feliz pelos seus comentários quanto à minha participação no lançamento de seu livro, mas penso que, o que se faz com carinho e amor não nos pesa, por isso, mesmo que lhe pareça que participei muito, só fiz a minha obrigação!

  5. Liza Says:

    Ei Sandra!
    Que delicia de texto! É muito bom compartilhar junto de voce um pouquinho dessa árdua mas recompensadora jornada. Eu sou fa de carteirinha, adoro o seu livro e admiro muito o seu trabalho, e tenho certeza que voce fará muito sucesso tbm com a versao em alemao. Acredito tbm que voce tem talento para ir muito além do primeiro livro.
    Ah, tem tempo que to querendo te mandar um email para te contar sobre as entrevistas, mas to na correria por aqui.
    Beijos,
    Liza

  6. C.A.Margonper Says:

    Puxa! Eu sabia que o livro te tinha dado um trabalhão daqueles, mas não imaginava tanto. E olha que eu tenho uma grande imaginação! Estou muito, muito contente por ti. Quem havia de imaginar que este blog iria desencadear um movimento desses, hein?

    🙂

    • Sandra Santos Says:

      Pois é, Claudia, e pode estar certa que eu quis compartilhar todo o processo da criacao do livro para inspirar pessoas talentosas como vc e para mostrar que quando se quer uma coisa de verdade, ela se torna realidade.
      Um beijo grande,
      Sandra

  7. Ciça Says:

    Meu Deus do céu mana… tu vais muito, mas MUITO mais longe do que isso por uma unica razao: qualidade!

  8. Wagner Says:

    Sandra
    Parabéns pelo sucesso. Fiquei sabendo do teu livro através do grupo de discussão “Brazilian Executives without Bordes”.
    Wagner da Silva – Canada

  9. Evelyne Says:

    Oi Sandra,

    Texto muito bom. Quando lançar em alemão, nos avisa, tá?

    Só para saber: vc leu o livro “Um brasileiro em Berlim” de João Ubaldo Ribeiro? Ele escreveu quando passou um ano na capital a convite do governo alemão.

    Beijos!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Evelyne,
      Obrigada, pode deixar que eu vou avisar sim. O livro do Joao Ubaldo Ribeiro é um clássico pra nos aqui na Alemanha. Eu o li tanto em portugues quanto em alemao.
      Beijos extensivos ao Paulo e bom final de semana,
      Sandra

  10. Brazilians Abroad - Brasileiros no Estrangeiro » Livro “Mineirinha n’Alemanha” Says:

    […] saber mais sobre como surgiu a ideia do livro da Mineirinha, clique aqui e para saber o que os leitores já disseram sobre o livro, clique aqui. Dados do livro: 192 […]

  11. Beth Says:

    Eu confesso que ando curtindo tanto este negócio de blog que outro dia pensei em escrever um livro. Afinal de contas, já se vão mais de 4 anos de blog e muitas divagações e escrivinhações…escrever pra mim é, antes de mais nada, uma GRANDE terapia.

    Adoraria trocar idéias com pessoas como você, blogueiras que viraram livro!!! Quem sabe um dia eu também terei uma chance…;-)

    greetings from Amsterdam

    • Sandra Santos Says:

      Oi Beth,
      Eu juntei minhas ideias e publiquei o livro no Brasil. Tudo por conta própria. Se precisar de alguma ajuda ou dica, é só entrar em contato.
      Um abraco,
      Sandra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: