::Bota difícil nisso…::

Aprender um novo idioma envolve muita dedicação, força de vontade e perseverança. Dependendo da idade da pessoa, pode significar um verdadeiro martírio, mas não tem obrigatoriamente que ser assim. Você já percebeu que o ato de aprender tem uma ligação direta com o prazer? E tem mesmo. E quanto mais maneiras sensoriais ativarmos no aprendizado, melhor. Eu, por exemplo, tenho palavras que me fazem lembrar direitinho do momento em que as aprendi.

Mas a coisa não é fácil mesmo não (a mineirinha aqui diria “o trem”!). Ainda mais quando se trata de alemão, essa linguinha pra lá de “cabeluda”…. Mas tem jeito? O jeito é entrar fundo no estudo, outro jeito não tem, a não ser que você tenha nascido super-dotado ou seja parente daquele cara que aprendeu alemão em uma semana. Pra mim, que sou filha de professora, aprender alemão significou me tornar uma pessoa um pouco mais tolerante também. Eu tinha preconceito contra pessoas que escreviam ou falavam mal o português, e hoje penso que nem todos tiveram as mesmas oportunidades na vida. Da mesma forma, tive que aprender a aceitar que nunca vou falar ou escrever o alemão 100% correto, sempre vou ter uns errinhos aqui e ali, uns dias mais, outros menos. Tem dias que consigo conviver bem com isso, tem outros que esta “verdade” quase me mata… Mas quando eu comecei a achar erros nos textos de alemães (nem todos, claro!), desencanei. Eu já passei muito tempo pensando no gênero dos substantivos, hoje, praticamente, “desisti” de pensar sobre isso. É porque é, ponto final. Mas se descobrimos uma outra regrinha pra pelo menos podermos decorar melhor o gênero dos substantivos ficamos super satisfeitos, não é mesmo? 😉

As regrinhas abaixo eu tinha pesquisado pra Meire, uma brasileira que mora aqui na Alemanha em Heildelheim, e que eu acompanhei desde a tomada de decisão de vir para a Alemanha até a adaptação, passando por alguns momentos críticos, claro. Abaixo as regrinhas, que vocês poderiam por favor acrescentar nos comentários, caso saibam de mais alguma. “Eselsbrücke” (Jesus! Só achei a tradução “mnemotécnica” para esta palavra, que significa que você arruma um “jeitinho” pra decorar uma regra mais fácil… Alguém sabe de uma tradução mais “humana” pra essa palavra?), pois bem, continuando, “Eselsbrücke” nunca são demais e só podem ajudar. Vamos às regrinhas:

1 – Se um substantivo tem um género biológico (ex: pai, mãe, filho, rapaz, etc…), o gênero dessa palavra em alemão geralmente é o mesmo que o gênero biológico. No entanto, existem exceções a esta regra tais como “das Mädchen” (a menina).

2 – Substantivos que terminam em ‘e’ são na sua maioria, mas nem sempre (quem estuda alemão conhece esses “nem sempre”…), femininos (e.g. die Klasse, die Gitarre – a turma, o violão).

3 – Se um substantivo termina com “ung”, ele será feminino (p.ex. die Zeitung, die Übung – o jornal, o exercício).

No mais, é decoreba mesmo, sem ficar analisando por que, porque muitas vezes é exatamente o contrário do que a gente esperava e tudo o mais depende de se saber bem os gêneros do substantivo.

Achei aqui um bolão de dicas que podem ajudar vocês. O melhor mesmo é envolver brincadeiras no aprendizado, p.ex. inventar jogos envolvendo o idioma pra aprender junto com os filhos, assim um ajuda o outro. Ou ouvir muita música e aprender com as letras. Ou os dois. Ou tentar com filmes… De qualquer maneira, com algum tema que te dê prazer.

O choque cultural é grande. Mas o negócio é não comparar, receber o que há de bom e crescer junto. Eu sei que é difícil, mas o idioma é mesmo condição sine qua non.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

22 Respostas to “::Bota difícil nisso…::”

  1. Dago Schelin Says:

    Já ouvi dizer q no Céu vamos todos falar alemão (pois demora uma eternidade pra aprender essa língua).
    É esperar pra ver. Enquanto isso, eu já vou treinando.

    • arlete soffiatti Says:

      Hahaha!!! E vamos poder conversar com os todos os filosofos alemães que, se não estão no céu, estão no inferno. Pra entender filosofia em alemão só se tiver feito um pacto com o bicho ruim ou ter uma santa disciplina pra estudar a danada da língua, coisa que eu não tenho, mas estou tentando adquirir.
      Eu tenho uma amiga que faz tradução de textos filosoficos originais do alemão para o portugues, essa ou vai pro ceu ou pras profundezas. Mas ela é tão legal que adoraria passar a eternidade com ela conversando em alemão.
      Beijos
      Ah, tenho várias dicas sobre generos. Mas posto depois.

    • Sandra Santos Says:

      Oi Dago,
      Essa foi a melhor tirada de todas, quer dizer entao que no mais tardar na “eternidade” iremos todos falar alemao, hehehehe…
      Um beijo pra vc e outro pra Cíntia (e mais um pro baby!),
      Sandra

  2. lex Says:

    oi mocinha adoro o seu blog, mas só uma correção se você me permitir é claro!
    a palavra correta é envolve e não involve.
    Gostaria muito que me corrigissem também, espero que você não fique chateada.
    adoro o blog

  3. Carsten Says:

    Eu falar bem. Você não acredito?

    Cada idioma é aprendivel (com mais ou menos esforço).
    Este livro (escrito em inglés) me ajudou muito :
    http://www.amazon.de/How-Learn-Any-Language-Inexpensively/dp/0806512717

    Meus pais não eram professores mas são alemães, quero dizer que uma menina neutra (Mädchen) para mim é algo natural… 😉

    • Sandra Santos Says:

      Ei Carsten,
      Obrigada pela dica do livro, vou dar uma olhada nele. Eu, da minha parte, adoro aprender idiomas também. Quanto mais aprendemos, mais fazemos associacoes e mais fácil o aprendizado vai ficando.
      Um abraco, extensivo à sua esposa,
      Sandra

  4. arlete soffiatti Says:

    Só abri o link depois. O que tenho é parecido com o que voce postou.
    Bjs

  5. Evelyne Says:

    Eu tinha um monte de preconceito com o alemão, até começar a estudar e perceber que pode ser “menos” difícil.
    Os artigos e as declinações me torturam. Já desisti de entender tb. Foi o melhor que eu fiz. 😉
    Mas, a pronúncia do “R” e do “H” me matam. Qual o segredo?
    Tenho uma amiga colombiana que mora aí há uns 20 anos. Até hj ela não aprendeu e fala Burrrkharrrd. Como no interior de SP. rsrsrs

    beijos!

    • Sandra Santos Says:

      Ei Evelyne,
      Como nao temos o “R” gutural, a única saída é substituí-lo pelo “R” na ponta da língua quando p.ex. as palavras comecam com esta letra, porque senao o alemao nao nos entende. Exemplo típico: Rathaus (prefeitura). Mas vc já deve ter percebido que estudar alemao é como montar pecas de lego ou brincar de quebra-cabecas, nao é mesmo? 😉
      Um beijo,
      Sandra

      • Evelyne Says:

        Ih, querida…
        Fala isso pra Paulo.
        O maior problema do alemão é o que eu tenho em casa e não a língua. 😛
        Se é gutural, tenho que aprender gutural… Meu dilema é um pouquinho maior. Rsrsrs
        Apesar de saber que vou falar do que jeito que der pra falar e ser entendida.

        Beijos e ótimo final de semana!

      • Sandra Santos Says:

        Bom, eu praticamente nunca vi um brasileiro que consiga falar o “R” gutural. Eu nao consigo (e nem tento). Por outro lado, tem pessoas que tem tanta facilidade para falar idiomas estrangeiros que conseguem imitar todos os sons que nao existem em sua língua. Mas a verdade é que temos que nos virar com aquilo que temos – e olha que é muito!
        Um beijo,
        Sandra

  6. Meire Bagoli Says:

    Lendo os comentários acima, dei muita risada. Pois acho que todos pensamos iguais.
    Geralmente eu nem penso, pois se pensar fica pior.
    Parabéns novamente Sandra, vc sempre arrasando…………sempre dando as informações que precisamos………….

  7. Roberta von Zastrow Says:

    eeei Sandra!! Falando em aprender alemão, agora que vi um post seu sobre isso!! Que bacana!!! Estou com duas semanas de curso, mas ja vi que é bem difícil. Difícil, porém muito interessante! Estou cada vez com mais vontade de aprender esse idioma tão diferente! Suas dicas aí já vão ajudar demais! E me conta, você aprender alemão ainda aqui, antes de ir, ou só começou depois que chegou aí? Com quanto tempo de curso vc sacha que vou saber falar, ler e entender o que as pessoas falam aí? Morro de curiosidade!
    Beijos de BH e parabéns pelo post! :*

    • Sandra Santos Says:

      Oi Roberta,
      Eu aprendi 2 anos de alemao antes de vir pra cá, e depois fiquei 6 meses em completa submersao, praticamente sem contato com brasileiros ou com qualquer coisa em portugues (naquela época nao havia a internet!), comecei a conseguir ler e entender textos mais complicados e a falar/entender uma conversacao com mais de uma pessoa.
      Desejo muito sucesso pra vc, pois o idioma é difícil sim, mas altamente interessante! É como brincar de Lego!…
      Um beijo,
      Sandra

  8. Patricia Says:

    Sugestão para a tradução de “Eselsbrücke”: macete. O que você acha?
    Quanto a mais dicas para decorar os gêneros, existem diversas para o feminino. Por exemplo, palavras terminadas em -heit, -keit, -schaft são sempre femininas. Já as terminadas em -ung são QUASE sempre femininas – exceção para as monossilábicas, como Sprung (der).
    Além disso, a maioria das palavras “estrangeiras” (ou aquelas que são semelhantes em diversas línguas) é neutra – das Telefon, das Restaurant, das Radio, usw.
    Por enquanto é isso. Se eu me lembrar de mais alguma, volto aqui =)
    Parabéns pelo blog!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Patricia,
      Gostei de tudo. A traducao está perfeita e suas dicas também. Ao ler, fui me lembrando dessas regras, da minha época de Goethe em Beagá…
      Um beijo e obrigada,
      Sandra

  9. vanessa Says:

    Ola!! Achei o site muito interessante e suas dicas tambem. Aprendi a falar ingles sozinha mas o alemao estou quase desistindo!! Estou fazendo há 1 mes o curso semi-intensivo no Goethe-Rio mas estou tendo uma dificuldade terrível em entender o idioma. Fico igual “a cego perdido em um tiroteio” Pode ter uma ideia?? rsrsrsr O meu noivo é alemao mas nós nos comunicamos somente em ingles, estou indo me casar na Alemanha em Julho ( quando acaba o meu curso A1) mas estou desesperada porque nao consigo entender uma so palavra que ele diz para mim. O que poderia fazer para entender melhor esse idioma?? Escuto cds em alemao e nao entendo nada e para completar onde eu vou morar as pessoas somente falam alemao inclusive TODA a familia do meu noivo ninguém fala nem ingles….nao sei o que vai ser da minha vida!! Qual seria seu conselho para mim??? Beijos Vanessa – Rio de janeiro

    • Sandra Santos Says:

      Ei Vanessa,
      Acho que depois do primeiro susto, vc vai se acostumando ao idioma – e descobrindo sua beleza. Se gostou deste texto, recomendo meu livro “Mineirinha n’Alemanha”, que já ajudou muitas outras pessoas durante a fase de preparacao para vir morar aqui. Veja na coluna à direita do blog os “comentários dos leitores”.
      Bons estudos e um abraco,
      Sandra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: