::Relembrando o passado – Maktub::

Repassando algumas passagens da minha vida, a Alemanha ou sua história sempre estiveram me acompanhando, consciente ou inconscientemente.

Christiane F.

Quando jovem, eu li „Christiane F., drogada, prostituída“, que me livrou de qualquer envolvimento com drogas. Eu sonhava com a Europa e escrevi para todas as embaixadas em Brasília pedindo material informativo dos países. Abria aqueles folhetos bonitos, em papel de excelente qualidade, e ficava horas viajando nas fotos e nas informações, tão difíceis na era pré-internet. Eu morava numa rua cujo nome era tão feio, Felisberta Francisca de Carvalho, que chegava a me envergonhar. Mas, por incrível que pareça, a minha rua era paralela às ruas Alemanha e França, e ficava pertinho de várias outras ruas com nomes de países europeus, tais como Itália e Espanha!… Eu cresci morando na Europa, hehehehe…. Tive um namorado cujo apelido era „Alemão“. Li o livro da „Anne Frank“. Quis defender o socialismo na escola, fui a favor do capitalismo por conselho do meu irmão e acabei fazendo parte do grupo que ganhou a discussão, apesar de ter reconhecido no socialismo um sistema justo. Mais tarde entendi que era um sistema justo só pra alguns, enquanto que mesmo lá alguns eram mais iguais do que outros, como bem descreve George Orwell. Quando descobri que o Muro de Berlim era de verdade mesmo, fiquei abobada com a burrice do ser humano. Quando ouvi dizer que ele tinha caído, senti uma imensa felicidade. A Alemanha foi o 2° país que conheci, ainda na universidade. Foi onde me senti meio em casa, mesmo sem falar direito o idioma. Até que enfim o doce era tão doce quanto eu achava que deveria ser, pois tinha passado 23 anos comendo doce no Brasil tomando muita água, por sempre ter achado os doces brasileiros doces demais. Reconheci neste país algumas coisas das quais não gosto, mas também muitíssimas que admiro: a falta de corrupção, a noção clara de cidadania, a liberdade de ir e vir, a organização, a limpeza, o sistema social, as leis trabalhistas justas, a geografia e a arquitetura que me apetecem, o respeito e amor ao meio-ambiente. Me sinto bem do lado de cá, já há 20 anos. E fazendo esta pequena retrospectiva, percebo que já vivo aqui há quase o mesmo tempo que morei no Brasil. No meu peito batem dois corações.

Anúncios

Tags: , ,

Uma resposta to “::Relembrando o passado – Maktub::”

  1. Ellen Says:

    Eu estou quase a metade do tempo q vc aqui…e sinto assim tb…dois coracoes….adorei a retrospectiva…..beijokas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: