::Sinais de velhice e de alguma sabedoria::

Você percebe que está ficando velha quando descobre, sem aviso prévio, mais um cabelo branco na cabeça. Quando reclama sobre isso com suas amigas, muito decepcionada como o fato, percebe que na realidade você deveria agradecer por ter tão poucos deles e por não precisar pintar suas mechas, enquanto todas elas já pintam há anos…

Você percebe que está ficando velha, mas acima de tudo agradece por isso, porque sua filha começa a te sugerir bons filmes e livros. E o lado bom da coisa é que você sabe que ela te conhece muito bem, sabe aquilo que te interessa e as dicas acertam mesmo em cheio! Desta vez foi a vez do filme THE HELP, boa pedida pra todo mundo que gosta de filmes instigantes e que te fazem pensar em desigualdades, muitas vezes consideradas naturais, infelizmente ainda nos dias de hoje.

Bonito também, e já meio nostálgico, foi o fato de ter acompanhado praticamente o último ano em que meu filho ainda acredita no Papai Noel. Ele, binacional e filho de expatriada, foi esperto e duplicou as crenças, fazendo um pedido pro Christkind, o menino cristão que é quem traz presentes pros alemães, juntando a um pedido para o Papai Noel, assegurado por preces ao Papai do Céu pra ter certeza absoluta mesmo de que algo iria ser ouvido, onde quer que o velhinho estivesse. Este ano também foi talvez o último que meu filho andou de carrossel, pois ano que vem pode ser mesmo que a vergonha seja tão grande que ele não se atreva a andar de novo. Enquanto ele andava no brinquedo, meus olhos sorriam e meu coração se enchia de amor…

Os anos passam… e com eles novas alegrias e muitas vivências. Mas acima de tudo, bem acima de tudo, muita coisa para agradecer. Agradeço por tanto… E quero continuar a caminhada espalhando, sempre que possível, paz e amor, ou pelo menos se não for correspondido, pelo menos respeito pelo ser humano, que muitas vezes me surpreende com todas as suas facetas, tanto as mais nobres, quanto como com as mais podres. Uma meia frase, ou mesmo algumas palavras, te reportam pra algum cantinho que julgava estar superado e sepultado na sua memória, e feridas antigas correm o risco de voltar à tona. Se voltam, tem que ser trabalhadas de novo, tem-se que fazer de novo a paz com o passado e também com os desafios do presente. Bom assim, também algo por agradecer, pois do contrário eu seria uma morta-viva. Se pensamos direitinho, até em coisas ruins há algo bom. As histórias de nossas vidas estão aí pra ser analisadas e contadas, e cada um analisa e conta aquilo que quer – ou que consegue, ou quer, entender.

Escrito no Natal de 2013 – enquanto ouvia um super CD pela internet, o “Frank and Back to Black” da Amy Winehouse.

Anúncios

Tags: , , , ,

3 Respostas to “::Sinais de velhice e de alguma sabedoria::”

  1. LIza Says:

    Lindo, lindo texto! Obrigada por compartilhar e por tocar o coracao de quem passa por aqui. Beijos e um ano novo repleto de coisas boas pra vocês que tem um lugar tao especial na nossa vida!

  2. restaurant.alquimia@gmail.com Says:

    nem sempre cabelelos brancos, ainda são sinal de velhiçe a mediocridade atual tem muito,muito mais, muito mais cabelos brancos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: