::O poder feminino mora no autoconhecimento::

Aqui mais um texto lindo, profundo e que vale a pena ler, do STUM (Somos Todos Um), de autoria de Heloisa Capelas:

A mulher que conquista mais consciência sobre seus próprios pontos fortes ganha, essencialmente, a oportunidade de utilizá-los em seu favor. Por outro lado, conhece também suas próprias limitações e tem a chance de modificá-las.
Heloísa Capelas

A visão e as habilidades femininas são, hoje, essenciais e indispensáveis à construção de relações e realidades mais positivas nos negócios. Ao assumir com mais segurança esses diferenciais, as mulheres não apenas conquistaram o devido reconhecimento ao seu potencial, como, também, passaram a ocupar cargos de liderança dentro de suas empresas. Prova disso é que diversas pesquisas realizadas no País apontam o constante crescimento no número de mulheres empreendedoras e bem-sucedidas profissionalmente. E, para dar continuidade a esse processo, é importantíssimo que as mulheres desenvolvam, cada vez mais, um novo olhar sobre si mesmas, para que possam reconhecer e se apropriar de suas qualidades.

Numa rápida contextualização, a imagem feminina foi construída de diferentes maneiras ao longo da História. De deusas ou sacerdotisas nas sociedades do mundo antigo, dotadas de poder para influenciar a política, a guerra e o amor, as mulheres passaram a ser consideradas inferiores, tornando-se serviçais e submissas. O processo de revalorização da mulher se deu de forma lenta e trouxe novos paradigmas, em especial com o acúmulo de novas responsabilidades. Além de dedicarem-se às suas carreiras, investirem tempo e dinheiro em especializações múltiplas, elas têm papel preponderante na família e nas questões ligadas à vida pessoal.

Os novos paradigmas trouxeram para algumas mulheres conflitos e dicotomias, mas é justamente quando a mulher se reconhece como um ser único – agregando seus diferenciais no que tange às questões pessoais e profissionais – que seu poder feminino se ressalta. Ou seja, quando valoriza suas qualidades intrínsecas, respeita-as e as direciona para seu crescimento, a mulher tem a oportunidade de equilibrar-se em todas as esferas.

O autoconhecimento é caminho fundamental nesse sentido, pois a maioria das mulheres chega ao século 21 cheia de culpa, medo e uma forte necessidade de provar o seu valor e, por isso mesmo, de atender a expectativas cada vez mais exigentes e exageradas. À mulher ainda não foi ensinado que cabe a ela mesma se apropriar de suas características e de suas possibilidades.

Lembremos, por exemplo, que a capacidade de cuidar é uma habilidade feminina e, por isso, surge espontaneamente e a qualquer tempo. Em outras palavras, o poder da mulher mora também na facilidade de “cuidar”, ou seja, na possibilidade de enxergar além das aparências, antecipar o pedido, perceber as necessidades alheias e atendê-las. O cuidado contém a atenção, capacidade de ouvir, flexibilidade, aceitação e respeito. Veja que cuidar é diferente de “fazer pelo outro”; ressalto porque há muita confusão nesse sentido e, por isso mesmo, até dificuldade de reconhecer essa qualidade.

O cuidado é uma característica determinante à maternidade e, por muito tempo, foi usada exclusivamente nesse sentido. No entanto, esta habilidade mostra-se também eficaz no ambiente corporativo, onde a capacidade de cuidar, quando bem utilizada, gera relações interpessoais mais estáveis, aumenta o comprometimento dos colaboradores e melhora a qualidade do clima organizacional.

O poder feminino está ligado também a muitos outros aspectos e um dos principais retornos do autoconhecimento é poder reconhecê-los. A mulher que conquista mais consciência sobre seus próprios pontos fortes ganha, essencialmente, a oportunidade de utilizá-los a seu favor. Por outro lado, conhece também suas próprias limitações e tem a chance de modificá-las. Ela consegue estabelecer melhor suas prioridades, sem se perder em meio às cobranças e expectativas que ainda lhe são direcionadas. E, por fim, consegue agir de forma mais empreendedora e equilibrada. Tem maior controle sobre suas emoções e as usa com autenticidade para o bem-estar de todos e de si próprio. Consegue enxergar mais soluções e possibilidades quando outros veem o caos.

Há metodologias que podem ajudar a desenvolver o autoconhecimento e, assim, equilibrar as múltiplas inteligências. Por conta da herança cultural que prevalece em nossa sociedade, as mulheres foram muito mais estimuladas a valorizar o intelecto do que a inteligência emocional, por exemplo. Mas vale lembrar que, de forma prática e no dia a dia, ela pode modificar essa realidade investindo em auto-observação e, o que é melhor, fazendo-o de forma franca, sem julgamentos ou justificativas. É um exercício que a auxilia a detectar melhor o que necessita mudar e sobre quais características pode tirar mais proveito, uma vez que obter consciência é o primeiro passo nesse processo.

A auto-observação, tomada como uma lição a ser desempenhada diariamente, traz à tona todas as informações necessárias para que se possa romper com os padrões negativos de comportamento. Ao conhecer tais padrões de perto, é possível compreendê-los e eliminá-los para, então, dar lugar a novos -e mais positivos- tipos de comportamentos. Como resultado, a mulher tem a chance de revolucionar sua realidade em todos os âmbitos.

Sendo assim, fica fácil constatar que cabe à mulher construir sua própria trajetória em direção ao empreendedorismo e à liderança. Evidentemente, esse percurso exige esforço e dedicação. O lado bom é que ela tem milhões de oportunidades de reconhecimento, aceitação, alegria, prazer e direito à felicidade dentro da sociedade contemporânea, que a reconhece como uma profissional ativa, batalhadora e centrada. Em outras palavras, a mulher do século 21 é única, indivisível e incomparável.

Autoria: Heloisa Capelas, texto publicado no Portal do Autoconhecimento STUM “Somos Todos Um”.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: