::Imigração e mercado de trabalho na Alemanha – dados de 2015::

Aqui um artigo super atual sobre a imigração e a prognose do nível de mão de obra para o futuro da Alemanha. Abaixo um resumo do artigo – tradução minha:

Em 2015, 2,1 milhões de pessoas imigraram para a Alemamha. Destes, quase um milhão de pessoas vieram da Comunidade Europeia e/ou solicitaram asilo. Somente 82.000 pessoas vieram de fora da Europa e destas, somente 5.867 através do Blue Card, por terem um alto nível de qualificação. Destas, somente 192 usaram a possibilidade de pedir um visto de 6 meses para a busca de emprego.

Em contrapartida, um milhão de alemães deixaram o país no mesmo ano. E o país volta a discutir sobre a possibilidade de instituir quotas para a imigração de mão de obra qualificada, baseadas em diplomas, conhecimento do idioma e experiência profissional. A proposta seria de que os selecionados recebessem um visto de um ano para a busca de emprego.

Está claro que a Alemanha precisa de pessoal qualificado, ainda mais quando se analisa o desenvolvimento demográfico do país. Mesmo que 200.000 pessoas imigrassem para a Alemanha por ano até 2030, o nível de mão de obra cairia ainda assim em 5 milhões ou ficaria 10% menor. Mesmo que o país consiga qualificar os asilados que acabam de chegar no país, ainda assim faltaria mão de obra para as empresas na Alemanha.

Fonte: artigo “Deutschland zieht kaum Fachkräfte an“ do jornal FAZ de 04.10.16

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , ,

4 Respostas to “::Imigração e mercado de trabalho na Alemanha – dados de 2015::”

  1. Irma Says:

    Eu juro que não entendo onde falta tanto profissional. O que mais conheço são pessoas cadastradas no Arbeitsamt, buscando qualificação ou emprego. Acho que está faltando parceria do governo com empresas pra flexibilizar, em princípio a entrada de nova força de trabalho, já que alegam tanto “falta de pessoal “.

    • Sandra Santos Says:

      Oi Irma,
      A questão é que há uma discrepância entre procura e oferta. E outra questão é que a formação em uma profissão demora pelo menos 3 anos, senão muito mais do que isso, caso se trate de curso universitário, contando também o tempo de aquisição de conhecimento prático. Por último, ainda há a questão demográfica, pois o mercado de trabalho tem que repor as pessoas que chegam à idade da aposentadoria.
      Muitas questões, afinal as mesmas de todos os países desenvolvidos no mundo. Daí se dá a Guerra pelos Talentos, realidade que não existe só na Alemanha, mas a nível mundial.
      Um beijo,
      Sandra

      • Irma Says:

        Então é simples. DAr oportunidade de Ausbildung pra imigrantes que tem o conhecimento necessário da língua.
        Gostam de complicar, algo nato dos alemães, isso ouço deles mesmos.
        Enfim. Um ciclo que nunca finda. A mesma resenha de sempre. ” há vagas e faltam candidatos “.
        Fato que aqui e no mundo as empresas querem o diretor pagando salário de ajudante. Alguém vai ter que ceder seja por vontade própria ou força de lei.
        🙂

  2. Irma Says:

    Então é simples. DAr oportunidade de Ausbildung pra imigrantes que tem o conhecimento necessário da língua.
    Gostam de complicar, algo nato dos alemães, isso ouço deles mesmos.
    Enfim. Um ciclo que nunca finda. A mesma resenha de sempre. ” há vagas e faltam candidatos “.
    Fato que aqui e no mundo as empresas querem o diretor pagando salário de ajudante. Alguém vai ter que ceder seja por vontade própria ou força de lei.
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: