::Masculinidade tóxica::

air air pollution chimney city

Foto por Pixabay em Pexels.com

A Gillette lançou uma propaganda em janeiro que já deu muito o que falar e levou a muita discussão sobre o tema, mostrando o que é a masculinidade tóxica e como evitá-la. Veja-o no link e me conte sua opinião a respeito nos comentários.

A minha opinião você já deve conhecer. Pra mim há mesmo um tipo de masculinidade sobre o qual é necessário discutir e eliminar, mas por outro lado há muitos homens contribuindo para uma sociedade mais inclusiva, cooperativa e solidária. Acho o debate importante para que os homens discutam entre si e também com mulheres, para também definir o que deve ser passado para as próximas gerações e que educação os meninos de hoje, que serão os adultos de amanhã, deveriam receber. Aqui a opinião de um homem a respeito do vídeo da Gillette.

A construção de uma sociedade, também com relação às gerações futuras, baseada na cooperação, onde todos têm/terão chances similares e são/serão vistos como partes integrantes, importantes, iguais, dependem de todos dentro desta sociedade. Todos devemos tentar ser melhores do que somos. Todos devemos tentar ser a melhor versão de nós mesmos. E pra mim a questão vai pela autocrítica, da análise de como eu posso me tornar melhor do que sou atualmente.

3 Respostas to “::Masculinidade tóxica::”

  1. lilian compartilhando Says:

    Vem surgindo ótimas iniciativas, motivando as pessoas – homens e mulheres – a agirem em prol do bem, do respeito, do amor. Sabemos que esse movimento ainda é sutil, mas passo a passo, dia a dia as pessoas vão “acordando” desse estado de inércia e percebendo que simplesmente olhando em volta e atuando positivamente já reverbera o som da mudança. Já estamos em fase de transição, temos muito chão pela frente, mas precisamos nos fortalecer com iniciativas positivas para seguirmos firmes no propósito de construir uma sociedade mais justa e amável.
    Nunca se viu um movimento tão forte em TODO o BRASIL no carnaval de preservação da decisão das mulheres. Elas se mostraram e exigiram RESPEITO. Não é Não. Meu corpo não é PÚBLICO, Se se sentir intimidada, peça ajuda a outras garotas, os olhos falam mais do que as palavras. Ainda estamos longe, mas esse carnaval nos mostra que é possível cada um se expressar, da forma que deseja, contando uns com os outros, para garantia dessa tal liberdade com segurança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: