Anúncios

::A Alemanha continua precisando de estrangeiros, também daqueles vindos de fora da Comunidade Europeia::

BS

O Instituto Bertelsmann divulgou em fevereiro de 2019 um estudo bem detalhado que analisa o mercado de trabalho da Alemanha até 2060. Ele afirma que o país irá precisar de pelo menos 260 mil estrangeiros por ano para cobrir as necessidades mínimas de mão de obra qualificada do mercado de trabalho local, para que assim não haja uma queda extrema nas atividades econômicas do país. Para que a economia possa ser mantida sem perdas extremas, o estudo chega a citar o número de 420 mil estrangeiros por ano. Leva-se em conta a mão de obra já existente no país, além da mão de obra europeia, os possíveis efeitos do Brexit, o desenvolvimento do PIB europeu até 2060 e também o avanço da digitalização e suas consequências para a economia alemã até lá. Ele afirma que sem a entrada de estrangeiros, o grupo da população economicamente ativa irá cair em 16 milhões até 2060, o que representaria um terço do total atual (47 milhões).

A entrada de estrangeiros vindos da Europa tenderá a cair nos próximos anos, dado que a força econômica e a qualidade de vida poderão se igualar ou ficar bem próximos com o tempo entre os países europeus. Com isso, espera-se que haja menos interesse em aceitar postos de trabalho na Alemanha, o que fará com que o mercado de trabalho europeu fique ainda mais competitivo.

Portanto, o interesse tenderá a se voltar para a mão de obra qualificada vinda de fora da Europa. No total, será necessária a entrada de aproximadamente 114 mil europeus e 146 mil não-europeus para cobrir o retrocesso demográfico e as necessidades mínimas de mão de obra qualificada da Alemanha.

A média de 146 mil pessoas vindas de fora da Europa é avaliada da seguinte forma: até 2035 estima-se que o mercado alemão precisará de aproximadamente 98 mil estrangeiros por ano e entre 2036-50, de quase 200 mil estrangeiros por ano.

A análise leva em conta o potencial oferecido pela mão de obra já existente no país. Mesmo considerando que a taxa de natalidade pode subir, que mais mulheres e idosos estarão participando do mercado de trabalho e que a aposentadoria pode chegar a ser aumentada até os 70 anos de idade, avalia-se que a mão de obra interna não será suficiente para cobrir as necessidades da economia alemã. Também com o avanço da digitalização, que exigirá mais mão de obra com alta qualificação (técnicos altamente qualificados, mestres e profissionais de nível superior), haverão novas exigências do mercado que terão que ser supridas para garantir a atividade econômica. Portanto, uma avaliação cuidadosa sobre a imigração de mão de obra qualificada, também aquela vinda de fora da Europa, é algo imprescindível para o futuro do país.

Hoje em dia, o número de estrangeiros vindos de fora da Europa que imigram para a Alemanha ainda é muito pequeno. Em 2017, esse número foi de 60 mil estrangeiros, dos quais 37 mil com média e alta qualificação.  O estudo conclui que seria importante que a Alemanha definisse leis claras migratórias para lidar com esse grupo que fica cada vez mais importante para suprir as necessidades da economia do país.

As áreas onde a Alemanha precisa de mão de obra qualificada são distintas. Enquanto isso, há uma tendência de mão de obra qualificada alemã (8-10% do total) deixar o país para ir trabalhar em outros países. Em vários países do OCDE, observa-se que a mão de obra altamente qualificada tem cada vez mais opções de trabalho, enquanto a mão de obra com qualificação média pode ter menos facilidade de encontrar um posto de trabalho devido à digitalização. A luta pelos talentos envolve, assim, todos os países do mundo, em maior ou menor grau.

Fontes: estudo de 2019 da Bertelsmann Stiftung, artigo da Der Spiegel de 12/02/19 e da Berliner Morgenpost de 12/02/19

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: