Posts Tagged ‘Alemanha’

::Volta ao mundo com a Mineirinha – podcast VM80F::

19/01/2021

Um amigo da Índia sugeriu que eu participasse de um podcast produzido no interior mineiro sobre viagens e fotografia, o Volta ao Mundo em 80 Fotos. Obrigada, Gau!

Daí surgiu um bate-papo com o Marcos e o Júlio onde falamos de viagens dentro e fora do ser humano, sobre fotografia, pandemia e tantas outras coisas mais. Ficou curioso? Ouça o podcast aqui ou em outra plataforma na internet e depois me conte sua impressão sobre ele!

::HERstory goes global – versão e-book acessível pelo site da Amazon em todo o mundo!::

11/01/2021

A partir de agora o livro 💞HERstory – escreva a sua história!💞 pode ser adquirido como e-book em todo o mundo pela Amazon!

Brasil: https://www.amazon.com.br/dp/B08R64QJST

Alemanha: https://www.amazon.de/dp/B08R64QJST

Reino Unido: https://www.amazon.co.uk/dp/B08R64QJST

França: https://www.amazon.fr/dp/B08R64QJST

Espanha: https://www.amazon.es/dp/B08R64QJST

Outros:

https://www.amazon.com/dp/B08R64QJST https://www.amazon.it/dp/B08R64QJST https://www.amazon.nl/dp/B08R64QJST https://www.amazon.co.jp/dp/B08R64QJST https://www.amazon.ca/dp/B08R64QJST https://www.amazon.com.mx/dp/B08R64QJST

::Descobrindo escritores::

30/12/2020
Hermann Sernatinger (pseudônimo Herimann aus der Zelle), 1870-1950

Andando ontem com uma amiga pela cidade, achei uma placa que me chamou a atenção, que era para mostrar onde morou um padre, escritor e poeta alemão, o Hermann Sernatinger (1870-1950).

Chegando em casa, fiz a pesquisa do poema da placa, e descobri que ele não existe ainda na internet. Eis o poema, com a tradução para o português logo abaixo:

Dann kommt auch Sonnenlicht

Die Welt erscheint dir immer so

Wie deine Stimmung ist.

Sie ist dir sonnig, licht und froh,

wenn du selber heiter bist.

Ist deine Seele trüb und kühl,

Dann scheint’s die Weit dir auch.

Wär‘ sie gleich hell, für dein Gefühl

Ist sie voll Dunst und Rauch.

Drum, fällt vom Dach der stärkste Trauf,

Fehlt’s doch an Freude nicht.

Geh, heitre deine Seele auf,

Dann kommt auch Sonnenlicht.

Aus dem Gedichtband „Aus Dämmerstunden“ (1908)

-°-

Então chega a luz do sol

O mundo lhe parece

Como você se sente.

Ele é ensolarado, cheio de luz e feliz,

Quando você também se sente bem.

Se a sua alma estiver escurecida e fria,

O mundo lhe parecerá assim também.

Se ele ficasse claro logo, para o seu sentimento

Ele está cheio de neblina e fumaça.

Então, se cair do telhado uma gota forte

Não lhe faltará alegria.

Vá, anime sua alma (melhore seu humor)

Então a luz do sol vai chegar.

Do livro de poemas “Das horas do crepúsculo” (1908)

::23 semanas::

12/12/2020

Do lockdown light pro hard

Válido a partir de hoje

Só podemos deixar nossas quatro paredes

Por razões de justa causa

O que é uma justa causa?

Ir trabalhar, fazer compras, esporte

Ir ao médico ou veterinário, sair com os bichos de estimação

Acompanhar crianças ou idosos, levar crianças à escola…

Temos tantas razões pra sair de casa!

Mas uma enorme para ficar

No quentinho do nosso lar:

Em pura paz respirar

Mesmo assim

O lago me chamou e eu fui sob chuva

Depois de comprar pães

Pra ouvir uns barulhos da natureza

Reparar nos pássaros de visita

Rever meu bom amigo

Majestoso, nem deve se dar conta

do bichinho que avassala o mundo!

Pra manter minha saúde mental

Com os olhos embaçados

Devido à combinação óculos e máscara (agradecendo que ela mantém o rosto quentinho)

Fechei os olhos: a natureza e eu somos um só

Em paz, todos voltaremos ao pó

Por uma justa causa

Volto ao meu lar

Grata pelas quatro paredes

Pela proteção do frio e da chuva

E daquilo que paira no ar

Na esperança de dias melhores

Com vacina para usar

E ar para respirar

Sem desviar

Daquele que vem me encontrar

Só querendo ver gente

E amar, e abraçar, e beijar

12/12/20 – Sandra Santos – 23. semana em casa em 2020

P.S.-Com sentimento de passarinho engaiolado, ouvi essa música do Emicida e da Vanessa da Matta e claro, gostei de cara. No clip, muitos livros!

::O complexo é simples::

02/12/2020

A importância de cadernetinhas com informações embaralhadas num ano qualquer do passado (no meu caso 2009-10) é enorme! Ainda mais no caso de quem pensa escrevendo, como eu. Achei numa página qualquer o resumo de quem sou eu (e quem tenho sido nos últimos anos):

20.11.09: Se eu permitir, o dia de hoje estará mudando a minha vida para melhor. Quero:

– ajudar pessoas;

– num contexto internacional;

– num mundo globalizado

a:

– se encontrarem com si mesmas;

– se encontrarem com outros;

– mostrar seus sentimentos;

– ter mais apreço pelo outro;

– mais amor-próprio;

– descobrir que somos todos UM.

::Lançamento: é hoje!::

26/11/2020

“Por acaso” hoje, Dia de Ação de Graças (pelo menos nos EUA), tem lançamento da obra que foi onde contei um milagre que aconteceu durante a quarentena. Vai ser hoje às 19h no Brasil, 23h na Alemanha, no site do Instagram da editora e livraria Páginas.

::Dica de série na Netflix::

28/10/2020

Sabem qual é o maior concorrente da Netflix? Ontem uma conhecida minha disse que é o sono!

Tirando a brincadeira (que pode parecer séria para algumas pessoas), parece que a Netflix ganhou muito com esta pandemia. Quer coisa melhor para uma empresa do que ter seus clientes SEMPRE acessíveis?!?

Mas tem séries e séries, não é mesmo? Eu decido como invisto o meu tempo, e com o quê. Um exemplo de uma boa série, na minha opinião, é uma série de produção alemã, que conta uma parte super importante da história em solo alemão, isso porque quando ela aconteceu (ano IX depois de Cristo), a Alemanha, como se conhece hoje, ainda não existia! É a história misturada com ficção do Arminius, que venceu uma importante batalha contra os romanos. Nesta batalha, que é conhecida como “A Batalha de Varus”, que ajudou a formar a alma alemã e faz parte dos mitos alemães, foram dizimados 15.000 romanos de três legiões no meio da floresta de Teutoburg, com o importante apoio de uma figura feminina tão carismática e importante para o desfecho do plano quanto o próprio Arminius, sua esposa Thusnelda. Entretanto, isso é mais ficção do que realidade, pois a participação feminina parece não ter sido parte da realidade daquela batalha, mas vale a intenção de tentar ilustrar como era a vida das mulheres que viveram naquela época em solo alemão.

Quem tiver ficado curioso e não quiser ir direto daqui para a telinha da Netflix, deixo aqui uma reportagem da Süddeutsche Zeitung sobre a série.

E quem quiser, pode visitar a floresta onde tudo aconteceu e ver uma imagem enorme e imponente do Arminius. Aqui você acha tudo sobre esse passeio, que não pode ser feito no momento por causa da pandemia, mas, espero, dentro em breve novamente!

::Histórias da Quarentena::

28/10/2020

Chegou! E gente, ficou emocionante! Quer viajar nas experiências de 20 autores falando de tudo que viveram na pandemia? Amor, surpresas, descobertas, angústias, renovações, de tudo um pouco, como na vida! O e-book custa só 15 reais ou 3€ e cá pra nós, é mais barato do que chocolate, não engorda e muito pelo contrário: preenche sua alma de esperança. Quer coisa melhor?!? Adquira direto comigo!

Aqui a sinopse completa da obra: 


Isolamento, pandemia, quarentena, vírus, medo… Mas também mergulhos internos, reflexões, descobertas, insights… Nossas autoras (e autores) passeiam por suas emoções e traduzem em palavras seu sentimentos e conflitos, compartilhados por todos no planeta neste indefectível ano de 2020. O vírus nos trancou em casa e o recado da mãe Terra foi bem claro: “Vocês não são necessários”.

No prefácio, uma história dramática de quem encarou a covid-19 frente a frente. Como sobreviver? Quais lições aprendemos? Sairemos desta experiência modificados? A leitura dos diferentes relatos traz respostas variadas a estas indagações. Um livro para ser guardado e mostrado às gerações futuras.

Edição: Liberty Books

Organização e coordenação editorial: Silvia Prevideli e Silvia Regina Angerami

::Aprenda a argumentar contra o populismo de direita::

02/09/2020

Comprei este livro hoje depois de ler uma reportagem na revista Der Spiegel que uma pessoa física comprou o livro, o leu e resolveu dá-lo de presente para todos os 709 deputados do parlamento alemão. Detalhe: o dinheiro e o trabalho de empacotar e distribuir ficou por conta dessa pessoa!

Nem li muito ainda do livro, mas como o assunto é URGENTE e temos, como sociedade, que fazer algo ativamente contra o populismo de direita, aqui vai a minha dica do dia: compre, presenteie, empreste, pegue emprestado, entre na associação através da qual ele foi criado, discuta, aprenda, argumente – sempre com educação – contra um mal que parece estar nos matando de fininho nos dias atuais… Boa leitura!

::Duas mulheres e dois livros::

09/08/2020

Resenha escrita por Cris Berta e publicada no Facebook em 08/08/20:

Duas mulheres e dois livros.

Mineirinha n’Alemanha de Sandra Santos.
Publicado originalmente em 2008, o livro de Sandra Santos é mais atual do que nunca. A autora fala de temas importantes como, por exemplo, igualdade de gênero, feminismo, consumismo, limites do capitalismo e racismo. As temáticas escolhidas pela autora são tão atuais que por duas vezes me peguei checando a data de publicação do livro que parece ter sido impresso ontem. Tudo sobre a ótica perspicaz de um mineira de Belo Horizonte que vive na Alemanha desde 1993. Atual e bem humorado, o livro é recheado de informações úteis e curiosidades sobre a vida na Alemanha, sempre sob o olhar crítico e observador da autora. Mãe de dois filhos, Sandra é formada em administração de empresas e comércio exterior e é também autora de coletâneas sobre mulheres.

30 horas. Uma proposta revolucionária para equilíbrio vida-trabalho e equidade de gênero de Nadiane Smaha Kruk.
Um livro de vanguarda e com uma proposta inusitada. Através de extensa pesquisa, a autora demonstra que o equilíbrio vida-trabalho é uma ilusão, especialmente para as mulheres que têm uma jornada de trabalho dupla e ainda são responsáveis pela maior parte das tarefas domésticas e com o cuidado dos filhos. Nadiane conclui que essa conta não fecha e que o modelo de trabalho baseado em 40 horas semanais precisa ser repensado. Com uma proposta a primeira vista audaciosa, a autora argumenta que uma jornada de 30 horas semanais (sem redução de salário) traria benefícios para toda sociedade através de um modelo mais justo, saudável e com mais equidade de gênero. Ao compartilhar sua trajetória como mãe e profissional, a curitibana descreve bem um desafio familiar para muitas de nós: conciliar maternidade responsável com carreira profissional. Nadiane foi professora de recursos hídricos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e atualmente reside na Alemanha com sua família.

Os livros de Sandra e Nadiane me servem como uma inspiração de mulheres fortes que não abrem mão de uma vida plena apesar de todos os desafios que nossa sociedade estruturalmente patriarcal nos apresenta. Leituras altamente recomendadas.


%d blogueiros gostam disto: