Posts Tagged ‘campeonato’

::Jornais alemães se enganam com o nome do mascote da Copa::

11/04/2014

Na realidade uma piada e um exemplo de como uma notícia errada pode se espalhar de forma rápida na era da internet:

Uma definição totalmente descabível do que o nome do mascote da Copa do Mundo no Brasil significa na realidade causa confusão na imprensa alemã. O tatu-bola bonitinho, cujo nome é Fuleco, mistura de “futebol” com “ecologia”, foi confundido com outra palavra bem menos honrosa em português. Tudo bem que o nome deixou a desejar, e que possa ser facilmente ligado a outras palavras nem tão simpáticas como “fuleiro”, mas a intenção com certeza foi nobre. Teria sido mais fácil se tivessem dado ao bichinho o nome singelo de “tatu-bola”, não é mesmo?

O jornal alemão Die Welt, um dos mais conhecidos da Alemanha, afirmou há algumas semanas atrás que Fuleco é sinônimo de “ânus” na “linguagem popular do Brasil”. Logo a notícia se alastrou e vários outros jornais, dentro e fora da Alemanha, reproduziram a reportagem sem verificar se era verdade ou não…

Achei que esta frase disse tudo e dá exemplos de muito do que se pode expressar com a dita palavra em alemão: “Ist das Maskottchen der Fußball-Weltmeisterschaft 2014 tatsächlich am, im oder ein “Arsch”, wie so manche deutsche Medien heute behaupten?” (O mascote da Copa Mundial de Futebol 2014 está perdido, dentro do ânus ou é um completo idiota, como a mídia alemã tem sugerido?)…

Fontes: Site “Brasilien WM 2014” e DW Notícias de 01.04.14.

::Copa do Mundo de Futebol Feminino na Alemanha::

05/07/2011

Hoje foi a 1a. vez que assisti um jogo do atual campeonato e gostei do que vi! A Alemanha ganhou da França de 4 x 2, e jogou bem. Nos últimos dias a equipe alemã estava sendo muito criticada e este parece ter sido o jogo da virada. O futebol feminino parece ganhar um pouco mais de espaço, mas muitos repórteres ainda parecem não saber como lidar com a “coisa”. Depois de ter dado uma olhada no Portal UOL e na página da revista alemã Der Spiegel, parece que a “coisa” tem mais valor aqui na Alemanha, pois o noticiário sobre o atual campeonato mundial feminino de futebol está meio escondido na 1a. página do portal brasileiro. A revista alemã, por sua vez, resume aqui o problema do futebol feminino:

“Frau zu sein ist schwer:
man muss denken wie ein Mann,
sich benehmen wie eine Dame,
aussehen wie ein Mädchen
und schuften wie ein Pferd.
Und für die gleiche Arbeit
ein deutlich niedrigeres Gehalt akzeptieren
wie die männliche Konkurrenz”.

“É difícil ser mulher:
temos que pensar como um homem,
nos comportar como uma dama,
ter o aspecto físico de uma garota
e trabalhar como um cavalo.
E temos que aceitar que para o mesmo trabalho
podemos receber um salário bem mais baixo
que o da concorrência masculina.”

Ainda bem que a diferença de salários encontrada no futebol não se repete em todos os outros campos profissionais! O que seria de nós, não é mesmo? Mas fica uma pergunta no ar: quando será que os esportes femininos terão a mesma importância na mídia quanto os masculinos?

Enquanto isso, os repórteres brasileiros vão descobrindo com a cobertura do atual campeonato que a Alemanha é composta de várias cidades médias e pequenas, existindo poucas cidades cuja concentração de habitantes seja tão grande como nas grandes cidades do Brasil. Leia o artigo aqui (“Brasil deixa o interior, chega à cidade grande e reencontra o verão europeu”).

Aqui outra reportagem da Deutsche Welle sobre a repercussão do time brasileiro na mídia alemã.

Fonte: Der Spiegel, Portal UOL e Deutsche Welle, vários artigos de junho de 2011


%d blogueiros gostam disto: