Posts Tagged ‘Carlos Drummond de Andrade’

::Frases do Grande Poeta, Carlos Drummond de Andrade::

27/06/2011

“A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.”

***
“A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer-lhe é fraca.”

***
“Os homens distinguem-se pelo que fazem, as mulheres pelo que levam os homens a fazer.”

***
“Há duas épocas na vida, infância e velhice, em que a felicidade está numa caixa de bombons.”

***
“No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam.”

***
“Como as plantas a amizade não deve ser muito nem pouco regada.”

***
“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade.”

***
“Há vários motivos para não se amar uma pessoa e um só para amá-la.”

***
“Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.”

Fonte: Pensador.Info

::Sorteios::

06/05/2008

Você tem sorte para alguma coisa que sempre te acontece?

Fazia tempo que eu não ganhava alguma coisa em sorteio. Eu tenho segurança e certeza com relação à minha sorte inexplicável ligada a sorteios, pois já ganhei muita coisa: uma mochila, uma viagem ao Rio, um vale para material de escritório, uma maleta de mão… Só nunca ganhei na Loto, apesar de continuar tentando! Afinal, minha sorte é com sorteios e não com a previsão de números!

Quando estava na universidade ficava sempre em casa sentada na mesa da sala, estudando e ouvindo rádio. Um dia passou uma promoção de uma viagem ao Rio para o 1° encontro ecológico (nem sei mais como ele se chamava) que foi realizado naquela cidade. Mandei a carta para participar do sorteio e… pimba! Fui escolhida! Fiquei em hotel chique, pude visitar a cidade maravilhosa e respirar um pouco do movimento ecológico da época.

Recitement

A Rádio Multikulti, que eu comecei a ouvir há alguns dias atrás, também faz sorteios de CDs. De vez em quando eles dizem: “para quem está ouvindo agora, e quer participar do sorteio, é só mandar um e-mail com seu endereço”. Pois bem, mandei e hoje tive a agradável surpresa de chegar em casa e ter um CD na minha caixa de correios de presente pra mim! O CD se chama Recitement, é do holandês Stephen Emmer, e é todinho com músicas ao fundo e textos recitados sobre as músicas. Ficou muito legal, parece uma viagem. Há textos em vários idiomas, inclusive o seguinte poema do Carlos Drummond de Andrade, recitado no CD pelo próprio poeta:

O Enterrado Vivo

É sempre no passado aquele orgasmo,
é sempre no presente aquele duplo,
é sempre no futuro aquele pânico.

É sempre no meu peito aquela garra.
É sempre no meu tédio aquele aceno.
É sempre no meu sono aquela guerra.

É sempre no meu trato o amplo distrato.
Sempre na minha firma a antiga fúria.
Sempre no mesmo engano outro retrato.

É sempre nos meus pulos o limite.
É sempre nos meus lábios a estampilha.
É sempre no meu não aquele trauma.

Sempre no meu amor a noite rompe.
Sempre dentro de mim meu inimigo.
E sempre no meu sempre a mesma ausência.


%d blogueiros gostam disto: