Anúncios

Posts Tagged ‘Deutsche Welle’

::Reportagens interessantes na Deutsche Welle::

12/09/2011

Duas reportagens interessantes na Deutsche Welle: uma sobre o aumento de brasileiros estudando na Alemanha e a outra com dicas sobre como custear os estudos aqui. Boa leitura!

::Modelo de participação popular de Recife é premiado na Alemanha::

21/06/2011

Capital pernambucana é homenageada na primeira edição do Prêmio Reinhard Mohn, concedido pela Fundação Bertelsmann. Recife foi escolhida por seu modelo de orçamento participativo.

Mais de cem mil jovens e adultos envolvem-se na vida política de Recife a cada ano, participando ativamente do desenvolvimento da cidade, através de fóruns e reuniões nas escolas. Por tal modelo de orçamento participativo, a metrópole pernambucana recebeu nesta quinta-feira (16/06), na Alemanha, o primeiro Prêmio Reinhard Mohn, no valor de 150 mil euros.

Promovido pela Fundação Bertelsmann, o prêmio foi entregue ao prefeito de Recife, João da Costa, do PT, que destacou a importância do engajamento social para construir uma nova democracia, baseada na participação do cidadão. A cerimônia realizada na cidade alemã de Gütersloh também contou com a presença da chanceler federal alemã, Angela Merkel, que discursou para cerca de 500 convidados.

O objetivo da premiação – batizada em homenagem a Reinhard Mohn, que criou a Fundação Bertelsmann em 1977 – é estimular o debate sobre as possibilidades de ação num sistema democrático sustentável. O lema da edição de 2011 é “Vitalizar a democracia – fortalecer a participação política”. “Buscamos identificar bons exemplos de participação civil, que provam que a democracia pode ser vitalizada, ou seja, que mais cidadãos podem participar das decisões públicas”, disse Frank Frick, diretor da fundação.

Em Recife, a participação popular é praticada durante todo o ano. Em reuniões e na internet, cidadãos dão sugestões de medidas para a cidade, as acompanham durante a sua implementação e definem prioridades em 15 áreas, como cultura, educação e juventude.

Divididos em 18 microrregiões, os moradores da metrópole de 1,6 milhão de habitantes decidem o que é mais urgente para seus bairros: asfaltar uma rua, abrir um posto de saúde ou construir moradias. Somente para os próximos três meses, 95 encontros já estão agendados.

Tal exemplo de engajamento da população fez com que a capital pernambucana fosse escolhida entre 123 projetos inscritos para o prêmio, de 36 países. Uma comissão elegeu sete finalistas – dos Estados Unidos, do Canadá, da Austrália, da Argentina e do Brasil. O modelo de Recife foi, então, eleito através de uma votação online, da qual participaram 11.600 cidadãos alemães. O segundo colocado foi outro projeto brasileiro, de Belo Horizonte.

Modelo recifense

O orçamento participativo foi introduzido em Recife em 2001. O exemplo veio de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, onde o PT iniciou experiências com essa forma de democracia direta há 22 anos. Em uma década, mais de 3 mil medidas do orçamento já foram implementadas em Recife, segundo a fundação.

“Não ficamos surpresos por o prêmio ser entregue a um projeto do Brasil, onde verificamos que muita coisa vem acontecendo nos campos da democracia e da participação civil”, disse Alexander Koop, gerente de projetos da Fundação Bertelsmann e membro da equipe do Prêmio Reinhard Mohn.

Koop visitou os sete projetos finalistas e, durante uma semana em Recife, filmou reuniões de bairro, realizou entrevistas e coletou o máximo de detalhes possíveis para transmitir aos alemães através do site da fundação.

Um dos diferenciais de Recife é que, para estimular o envolvimento dos jovens, a cidade promove um processo participativo na rede de ensino pública, em que os alunos podem dar sugestões para melhorar suas escolas. Uma das alunas engajadas, Keila de Oliveira, da sétima série, acompanhou o prefeito durante a premiação.

Exemplo para a Alemanha

O modelo de participação da sociedade civil de Recife é diferente do praticado na Alemanha. Frick, diretor da Fundação Bertelsmann, aponta como uma vantagem o fato de a democracia brasileira ser relativamente recente. Para ele, no Brasil se teve a coragem de experimentar coisas que não se ousariam implementar tão rapidamente em democracias estabelecidas, como as da Europa, por exemplo.

Na Alemanha, segundo o gerente de projetos Koop, os orçamentos participativos costumam ser limitados a duas ou três semanas, enquanto os recifenses participam da política o ano todo. “Se entendermos que a participação civil deve ser um processo contínuo para que os cidadãos confiem em tais procedimentos políticos, então aprendemos muito com Recife”, afirma.

Outra diferença apontada por Koop é a presença de um sistema de delegação direta, em que delegados vindos da comunidade são votados para representar os interesses dos cidadãos. “Essa é uma participação muito mais forte do que a que conhecemos nos municípios alemães e algo que obviamente pode servir de exemplo por aqui.”

Merkel também afirmou que a Alemanha pode aprender com o exemplo de Recife. “As possibilidades de maior participação certamente não estão sendo aproveitadas o suficiente”, disse.

Autora: Luisa Frey
Revisão: Alexandre Schossler

Quelle: Deutsche Welle

::Brasil pode chegar a 2050 com 80% de energia renovável::

11/05/2011

Leia esta máteria super interessante no site da Deutsche Welle (matéria de 10.05.2011).

::Matéria sobre blogs na Alemanha no AlemanJA.org::

02/04/2010

Saiu uma matéria no AlemanJA.org incluindo meu blog, o que me deixa muito honrada!

Parte da matéria: O (blog) top do gênero parece ser o Mineirinha n’Alemanha. Criado pela especialista em Recursos Humanos Sandra Santos, que trabalha na Alemanha desde 1993 (…). “Nunca tinha me vindo à cabeça que meu blog viraria um referencial para pessoas que querem vir morar, estudar ou trabalhar na Alemanha”, diz Sandra. De tão famoso, o Mineirinha virou livro, com público nos quatro cantos do planeta, inclusive alemães, que se interessam pela visão do país deles sob a perspectiva de uma brasileira. “Há leitores jovens e também idosos, por exemplo, pais de futuros bolsistas”, detalha Sandra.

O AlemanJA.org, um Portal Alemão para a Lusofonia, é um serviço da Embaixada da República Federal da Alemanha no Brasil. Encontrei neste site, para quem se interessa em estudar na Alemanha, um evento do DAAD (órgão de intercâmbio acadêmico) em Brasília oferecendo bolsas de estudo na Alemanha, um concurso para uma viagem à Alemanha do Deutsche Welle, dentre outros. Confira aqui. Vou linkar este site na coluna à esquerda da Mineirinha, e agradeço pelo artigo!

::Vote na Mineirinha!::

02/02/2010

Meu blog está concorrendo a dois prêmios de renome internacional e depende do apoio dos leitores! 🙂

A votação já começou; para quem puder me apoiar, clique aqui (mais ou menos no meio da lista, acima do “Menina na Rio” – com 14% 6% no momento! – a lista infelizmente nao está em ordem alfabética) e, se possível, passe este pedido pra frente.

IX10 - Vote for this Blog

Pra quem ainda nao votou em mim no “The BoBs” (da Deutsche Welle), aproveite e de uma passadinha aqui.

Conto com o apoio de vcs!

P.S.-Na lista dos blogs “concorrentes” tem muito blog interessante! Deixo como exemplo o blog “Menina na Rio“, que é de um casal americano morando no (e gostando do) Brasil. Se quiser sugerir outros pra mim (e pros leitores), fique à vontade. 🙂 Obrigada!!!

::Vote na Mineirinha para o The Best of Blogs!::

20/01/2010

Aproveitando a ideia da Arlete do blog “Tudo de Bonn“, mesmo sem a pretensao de ganhar, achei legal ter a oportunidade de entrar na Blogopedia – catálogo mundial de blogs e no Blogmap. O prêmio “The BOBs – The Best of Blogs” foi ganho no ano passado, dentre outros, pela Rosana Hermann do blog “Querido Leitor“.

Clique no link para sugerir o blog da Mineirinha. Vou ficar super-hiper agradecida! Acho que as categorias onde mais me enquadro seriam “Best Weblog Portugiesisch” (melhor blog em português) e “Reporter ohne Grenzen” (repórter sem fronteiras). Se quiser deixar um comentário por lá, melhor ainda! Para tanto, clique em “Eigene Bewertung abgeben” (fazer avaliação pessoal).

Ouça também o podcast que a Deutsche Welle fez comigo no ano passado clicando aqui.

Blogbox

Durchschnittliche Bewertung:

Blogbox selber machen!

::Estudo acusa pessimismo e solidão entre crianças alemãs::

17/01/2010

Ia traduzir e comentar este artigo, que tinha lido no jornal da minha cidade, mas acabo de achá-lo já traduzido no site da Deutsche Welle. Indico como leitura para quem tenha interesse por assuntos atuais da Alemanha, mais especificamente as crianças alemãs.

Os pontos-fortes das observações baseadas na pesquisa são os seguintes:
A gerente da UNICEF na Alemanha, Regine Stachelhaus, diz que “os jovens na Alemanha veem suas perspectivas de futuro de maneira muito mais pessimista que os de outros países industrializados. Quase 25% dos meninos e meninas de 15 anos de idade acham que só conseguirão trabalhos pouco qualificados após se formarem. E isso significa que um em cada quatro jovens vê seu futuro profissional de forma bastante pessimista.” Stachelhaus nota que muitos jovens na Alemanha se consideram marginalizados. Um número alto de estudantes no país afirmou se sentir deslocado, e cerca de um em cada três jovens de 15 anos se sente só. Quanto à questão da satisfação de vida, crianças e adolescentes alemães se encontram entre os últimos, no 18º lugar (de um total de 21 países). Isto também mostra, acredita Stachelhaus, que uma parcela considerável de adolescentes e jovens na Alemanha não se sente aceita.

Fonte: Artigo da Deutsche Welle.
***
Conversando com minha filha, de 14 anos, e meu marido, ambos confirmaram que acreditam no resultado da pesquisa. Taísa disse que ela conhece muitos adolescentes alemães que não têm um bom relacionamento com os pais, que praticamente não têm assunto nem com a mãe e que praticamente não passam o tempo juntos. Talvez sejam estranhos vivendo dentro da própria casa… Ela disse que conhece poucas famílias onde as pessoas se gostem, respeitem, se aceitem, convivam bem e até brinquem umas com as outras como aqui em casa. Ela percebe que quanto mais dinheiro as famílias têm, mais distantes vão estar seus membros, pois com “muito dinheiro é mais fácil comprar uma televisão e colocá-la no quarto do filho”, ou é mais fácil saciar a necessidade de carinho e atenção com outros métodos. Ela disse que conhece adolescentes que, se tivessem uma geladeira dentro do quarto, não teriam razão para interagir com outros membros da família, já que “tudo o que precisam fica dentro de suas próprias quatro paredes…” Se o contato verbal já é difícil, o contato físico é praticamente inexistente. E quem não sente falta de um carinho?

Eu disse pra Taísa que acho que aqui na Alemanha há muitas vezes um vazio entre as pessoas. Ela observou que esse vazio é maior no caso dos adultos, que querem ter sempre a razão, são orgulhosos, invejosos e têm dificuldade de aceitar seus próprios erros. Ela notou que em brigas de família, muitas vezes a briga já existe há tanto tempo que se as pessoas forem perguntadas por que motivo brigaram, nem elas mesmas saberão responder esta pergunta, ou responderão cada vez alegando outro motivo. Ela nota que os jovens conseguem se desculpar mais rápido, conversam mais entre si, riem mais, são mais abertos e mais flexíveis. Hoje li uma afirmação da Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança morta no terremoto do Haiti, que me deixou altamente pensativa por sua verdade: “Não existe ser humano mais perfeito, mais justo, mais solidário e sem preconceitos que as crianças.”

::MP3 da entrevista com a Mineirinha::

31/07/2009

O tradutor Fabio, do blog Fidus Interpres, teve a bondade e o carinho de reeditar o noticiário de ontem da rádio Deutsche Welle e de disponibilizá-lo como MP3, pelo que agradeço imensamente! Para quem perdeu a entrevista de ontem, eis aqui o link para o artigo do blog dele com o arquivo MP3.

::Dia 30/07, quinta-feira: Entrevista com a Mineirinha na Rádio Deutsche Welle::

30/07/2009

Fui entrevistada ontem à noite pelo repórter da rádio Deutsche Welle. Para ouvir o programa, clique aqui e em seguida no link à direita, DW-RADIO, emissão da noite (19:30 TUC).

A programação desta rádio é direcionada a ouvintes de todos os países de língua portuguesa na África, Ásia, Europa e América do Sul. Segundo o repórter que me entrevistou, o conteúdo da rádio é divulgado também por várias rádios brasileiras com interesse direcionado à Alemanha. „A rede de correspondentes da DW-RADIO em português funciona em onze países e assegura uma cobertura internacional dos temas em destaque – da Alemanha a Portugal, de Cabo Verde a Moçambique e de Timor Leste ao Brasil“.

Não perca a entrevista! O programa começa às 21:30 horas na Alemanha, às 18:30 horas no Brasil e pode ser acessado na internet durante 24 horas por dia.


%d blogueiros gostam disto: