Anúncios

Posts Tagged ‘eleições’

::The Great Hack – O Resumo da ligação da Cambridge Analytica, com dados do Facebook e as eleições do Brasil, dos USA, do Brexit…::

27/07/2019

1563656483-header-1563725218

Por obra do acaso, se é que alguém acredita nisso, esse novo documentário do Netflix saiu no dia em que o Facebook concordou em pagar a super multa de cinco bilhões de dólares para fechar o processo com a Cambridge Analytica, por causa da violação de dados causada através do uso de dados de 87 milhões de usuários do Facebook… Esse valor foi até agora a maior multa que uma empresa de tecnologia teve que pagar por violação de dados… E imaginem que esse valor nem incomodou a empresa, que ganhou 15 bilhões de lucro nos primeiros três meses de 2019…

Em alemão, o documentário do Netflix se chama “Cambridge Analyticas Großer Hack” (The Great Hack), mostrando como a empresa usou dados do Facebook para manipular eleições mundo afora (inclusive a brasileira), o Brexit, a vitória do Trump… A ideia é “destruir tudo para depois montar de novo”. Mas… o que restará depois que todo o sistema democrático e as grandes cooperações internacionais tiverem sido destruídas?!? Como será o mundo lá pra frente?… E quem está por trás de tudo isso? Desestabilizar a democracia no mundo, começando por semear discórdia e separação das populações nas maiores potencias, não é uma tática desconhecida… Enquanto o povo se odeia e perde tempo se atacando, os Grandes vão seguindo seu programa… que com certeza não é o de defender os direitos do povo e os Direitos Humanos…

A técnica da empresa Cambridge Analytica foi a de coletar dados do Facebook, montar um quadro psicológico e de preferências das pessoas, com até 5.000 pontos de dados por pessoa, podendo assim avaliar a tendência de voto do eleitor, identificar os que ainda não tinham candidato definido e inundar seu WhatsApp e mural do Facebook com notícias que o influenciasse a votar em determinado candidato. Na Inglaterra, a tendência foi a mesma, a de identificar quem ainda estava indeciso antes da votação, e inundar seu mural com notícias pro-Brexit, muitas delas baseadas em dados falsos. Dizem que depois que o Brexit aconteceu, o que mais surgiu no Google foram perguntas relacionadas a “o que vai acontecer depois do Brexit” ou “o que significa o Brexit exatamente para a Inglaterra”…

Ficam muitas perguntas em aberto…

Quem dita as regras no momento?

Pra onde estamos indo?

Quem é manipulado?

Quem manipula?

Qual é o papel da Rússia nisso tudo?

A que ponto ainda existe liberdade de expressão e opinião?

Quais são as novas Cambridge Analyticas que estão manipulando nossos dados, depois que essa empresa deixou de existir?

Quantas fake News existem nas eleições ao redor do mundo?

Ainda existe eleição imparcial no mundo?

Notem: a foto acima mostra o Steve Bannon junto com o filho do nosso atual presidente. O Steve Bannon era um dos fundadores e o vice presidente da Cambridge Analytica e ajudou, dentre outros, também o atual presidente do Brasil a chegar ao poder. Bannon considera Salvini (da Itália), junto com presidente brasileiro e o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán, seus melhores representantes do The Movement, grupo baseado em Bruxelas e criado por Bannon, que articula uma rede de partidos extremistas no mundo. Em fevereiro deste ano, Steve Bannon escolheu Eduardo B. para ser o representante do seu grupo na América Latina…

O documentário da Netflix afirma que o Trump chegou a gastar um milhão de dólares por dia em propaganda feita no Facebook. A pessoa que dirigiu a campanha do Trump à Presidência dos EUA afirmou ter investido em mais de cinco milhões de mensagens visuais no Facebook, enquanto Hillary Clintou disse ter tido 66.000 mensagens. Essa mesma pessoa vai dirigir a campanha de Trump para 2020.

Fontes: reportagens diversas, tais como The Guardian de 12/07/19, Zeit Online de 24/07/19, Die Welt de 26/07/19 . Foto da página do The Intercept, reportagem de 21/07/19.

::Divisor de águas::

06/07/2014

brasil

Ai Jesus, morar na Alemanha e passar por uma Copa onde a Alemanha está prestes a jogar contra o Brasil é algo bastante complicado! Eu levo comigo um amor condicional à minha pátria, acompanhado de um profundo respeito pelo país onde vivo já há quase metade de minha vida. Portanto, fica difícil puxar sardinha pra um lado só. Aqui em casa vamos, eu e meu marido, vestir cada um a camisa de seu time, levando também um acessório do outro país. Paz total dentro das quarto paredes. Mas… desde que o Neymar se machucou, e que perdemos nosso capitão, eu tive um instinto muito parecido com o que depois andei lendo na mídia brasileira: tive vontade de que ganhemos este título pelo Neymar, que não pode mais jogar na Copa tão sonhada por ele… Mesmo declarando abertamente de que ficaria feliz também se a Alemanha levasse o título, porque são uma seleção idônea, fazem um bom trabalho, não são arrogantes e querem muito levar o título desta vez, fugindo do padrão mostrado nos últimos anos de chegar sempre tão pertinho do título e sair de mãos abanando…

Mas pra dizer a verdade verdadeira, eu queria que o Brasil ganhasse na Copa e também nas urnas… Que saiba separar uma coisa da outra e não se deixe ser levado pelo Sistema de pão e circo institucionalizado no nosso país, de dar entretenimento ao povo e esperar que ele fique caladinho, agüentando todas as mazelas. Quando me dizem que acham que a Dilma vai ganhar nas próximas eleições, quase tenho um troço. Achava que o Aécio seria um bom candidato, mas desde que fiquei sabendo que ele bateu na namorada e parece ser dependente de drogas, pensei comigo que este não pode ser o neto de um homem que me impressionou como o seu avô, o Tancredo Neves. Não vou votar, porque moro longe do consulado brasileiro, mas há muitos milhões de pessoas que vão ter esta oportunidade dentro e for a do Brasil, e eu espero que eles usem o seu poder para alavancar mudanças altamente necessárias. E depois que fiquei sabendo que o ministro Joaquim Barbosa deixou seu cargo para se “aposentar”…

E é como naquela música do Zé do Caroço: e na hora que a televisão brasileira destrói toda a gente com sua novela… É que o Zé bota a boca no mundo, ele faz um discurso profundo, ele quer ver o bem da favela… Está nascendo um novo lider!…
Eu creio fortemente que o nosso país tem gente de todo tipo, inclusive correta e que realmente quer fazer algo pela população, mesmo que no momento eu não saiba direito quem é (ou são) esse(s) político(s). Nego-me a concordar com a opinião do escritor Luiz Ruffato de que no Brasil todo mundo é corrupto… Veja o texto dele aqui. Dar boas gorjetas é sinônimo de agradecimento por um serviço bem feito, o que é prática normal aqui na Alemanha. Acho necessário saber distinguir entre atos explícitos de corrupção e atos de gentileza e/ou agradecimento. E olha que a Alemanha é minimamente corrupta! E negócios sempre foram e são feitos entre pessoas – e não entre órgãos e/ou empresas. Se duas pessoas se entendem, a sintonia gera negócios. O que não está diretamente ligado a um ato de corrupção. Acho importante aniquilar aquilo que entendo por corrupção: o uso indevido do dinheiro público para suprir interesses próprios. O uso indevido de vantagens individuais para atingir objetivos egoístas… Temos muitos exemplos disso. Aquele viaduto em Beagá onde duas pessoas morreram, e que foi exemplo de dinheiro público mal investido, da falta de atenção com o trabalhador, o não seguimento explícito de medidas de segurança básica – e por aí vai…

E, voltando a falar de futebol (sem o mínimo conhecimento de causa), acredito que, mesmo que todos afirmem que não há substituto para o Neymar, que o Scolari ainda há de tirar um coelho da cartola. O alemão geralmente gosta de se preparar para o desconhecido, e agora temos a vantagem do desconhecido, temos que dar o famoso “jeitinho”. E é exatamente daí que temos que tirar nossa vantagem, mostrando nosso jogo de cintura – e gols vindos de outras pernas, inspiradas pelo Neymar.

Pessoalmente falando, é uma coincidência muito grande que o Brasil esteja jogando contra a Alemanha na minha cidade natal, perto do meu aniversário de 21 anos de Alemanha, quase a metadde da minha idade atual. É como o fechamento de um ciclo pessoal pra mim, um divisor de águas. Espero que o resultado seja favorável pra nós. Se não for, é porque não tinha que ser mesmo – sairemos de todo jeito de cabeça erguida, porque eu tenho certeza que nosso time vai dar tudo o que tiver pra dar. Será que vão colocar o mineirinho Bernard pra jogar? E, mais importante que futebol, espero atentamente que o resultado das urnas mostre que o brasileiro está apostando naquele que tem capacidade de fazer o bem pelo nosso país, tão carente de mudanças substanciais.

Brasil mostra a tua cara, quero ver quem paga, pra gente ficar assim! Brasil, qual é o teu negócio, o nome do teu sócio? Confie em mim, Brasil! Já dizia o bom Cazuza!…

P.S. em 09/07/14: Este foi o jogo em que o Brasil perdeu de 7×1 para a Alemanha… Este jogo vai entrar pra história!… Mas fui surpreendida pelo carinho e/ou respeito do povo daqui, perguntando como eu estava no dia seguinte ao jogo e dizendo que sente muito pelo resultado, que não precisava de tanto! Bom, mas venhamos e convenhamos, eles jogaram muito bem e, além do apagão dos brasileiros entre os 11 e os 35 min. do 1° tempo, não soubemos mostrar nem jogo nem defesa. Será que a Alemanha vai levar o título? Será que vamos jogar pelo 3° lugar contra a Argentina? Ah, que venham as urnas!…

::Resultado das eleições na Alemanha::

05/10/2010

Recebi da Rosana Gebauer da DBKV a notícia abaixo. Quem vai receber o mundo no Brasil na Copa de 2014???

Informação enviada por Andrea Schilz, do Conselho de Arnsberg:
 
Dos 8.533 eleitores na Alemanha, compareceram 3.430 às urnas. Os resultados foram os seguintes:
 
Dilma 36,23%
 
Serra 34,57%
 
Marina 24,08%  

::Rio 2016: sem corrupção, todos ganham::

08/10/2009

As Olimpíadas de 2016 e Copa do Mundo em 2014 poderão mudar o Brasil para sempre, deixando a sua marca na história e abrindo grandes oportunidades para o nosso país.

Mais de 88 bilhões de reais serão investidos e precisamos garantir que este dinheiro será usado corretamente: investimento em serviços públicos, infraestrutura básica para bairros de baixa renda e em um bom transporte público, dentre outros.

Não podemos deixar o investimento Olímpico ir para nos bolsos de políticos corruptos. Participe da campanha para banir candidatos “ficha suja” das eleições de 2010. Vamos deixar claro que na Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016 não existe espaço para político corrupto! Participe agora, leva poucos minutos para registrar o seu apoio. Leia mais sobre a proposta de lei da campanha “Ficha Limpa” aqui e clique aqui para apoiar esta campanha através da Avaaz.

Fonte: site da Avaaz. “Avaaz” significa “voz” em várias línguas asiáticas, européias e do Oriente Médio. Avaaz.org e uma nova rede de mobilização global com uma simples missão democrática: acabar com a brecha entre o mundo que nos temos, e o mundo que queremos.


%d blogueiros gostam disto: