Posts Tagged ‘esperança’

::Pandemia::

19/03/2020

Como seria se você pensasse nisso

Como os judeus enxergam o sábado—

A época mais sagrada de todos os tempos?

Pare de viajar

Pare de comprar e vender

Desista, só no momento,

De tentar fazer do mundo

Algo diferente do que ele é

Cante. Ore. Toque só naqueles

com quem você divide a sua vida

Entre em foco

E quando o seu corpo

Tiver ficado calmo

Toque com o seu coração

Saiba que estamos conectados

De maneiras que são assustadoras

E lindas

(Você teria dificuldade de negar isso agora)

Saiba que as nossas vidas

Estão no momento nas nossas mãos

(Certamente, isso ficou claro)

Não toque com as mãos

Toque com suas palavras

Toque como todas as garrinhas de compaixão

Das plantas que

Se movem, invisivelmente,

Onde não podemos tocar

Prometa a este mundo o seu amor—

Na alegria e na tristeza

Na doença e na saúde

Até que a morte nos separe

Autoria: Lynn Ungar 11/03/20

Tradução: Sandra Santos em 19/03/20

::Mensagem de otimismo – Crise e Oportunidade::

28/11/2011

Recebi esta mensagem da minha querida prima Lílian, que acaba de chegar no Brasil de volta de um ano na África. Obrigada, Liloca!

“Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar “superado”. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.”

*Albert Einstein*


%d blogueiros gostam disto: