Posts Tagged ‘exportação’

::A nossa mesquinhez de cada dia nos dai hoje::

04/03/2020

Hoje estive pensando sobre o assunto do momento: claro, sobre o coronavírus. Pensei quais são os maiores inimigos da doença: o medo, o capitalismo e o lado mau do ser humano. Explico.

O medo, porque é fácil ter medo de algo invisível e desconhecido. É fácil desenvolver ansiedade e até dores físicas através delas. Nada melhor do que ser uma pessoa bem informada, porém sensível, que além do mais tenta imaginar cenários do futuro e se baseia em fatos. Eu mesma caí como um patinho naqueles primeiros vídeos que foram enviados da China, mostrando gente caída por todos os lados, sendo levadas às pressas para hospitais que às vezes eram cabanas de abrigo de quase-mortos. Mesmo tendo ficada altamente assustada naquele dia, praticamente não repassei os vídeos. Fiz pesquisas, li sobre o assunto, conversei com pessoas que prezo et voilà: a maioria deles não era atual, era de crises e épocas passadas.

O capitalismo, porque seria tão fácil se todos os locais afetados pudessem mesmo enviar seus cidadãos para uma quarentena de 14 dias em casa! Se os afetados não tivessem medo de perder seus empregos, de serem estigmatizados. E olha que aqui na Alemanha praticamente ninguém fica em casa sem pagamento: se a quarentena tiver sido imposta, a pessoa pode pedir ressarcimento dos dias não-trabalhados ao Estado. Se a pessoa estiver doente, pode ficar até 6 semanas em casa com pagamento de seu salário garantido por lei, para todo e qualquer empregado no país (Lohnfortzahlung im Krankheitsfall). Mas acabo de ler que nos EUA os funcionários do Wallmart têm medo de faltar ao emprego, porque podem perder seu bônus e até mesmo perder o próprio emprego com a falta. E olha que isso acontece no país que foi considerado como o mais bem preparado para lidar com uma epidemia, heim?!? Não há como negar: o dinheiro rege o mundo – e na atual situação isso não é nada, nada bom!…

E o lado mau do ser humano? Ah, esse ganha de todos, né? Gente saudável, rica e jovem comprando mil e uma máscaras para estocar em casa, que provavelmente não serão usadas, enquanto profissionais da saúde e velhinhos ficam a ver navios sem proteção!… Gananciosos que colocam 500 ml de desinfetante como oferta de troca por um iPhone(!) e gente que não pensa duas vezes em provocar nervosismo na população fazendo fotos e vídeos de prateleiras vazias nos supermercados alemães, sendo que no momento só máscaras, lenços desinfetantes e álcool gel é que faltam de verdade!

A partir de hoje está proibida a exportação de máscaras faciais daqui da Alemanha, a não ser para casos oficiais de ajuda humanitária. A intenção é de atender o mercado interno e contribuir para que as máscaras cheguem a quem delas realmente necessita no momento. Talvez a ação do governo ajude a cobrir alguns desses problemas, políticos alemães e médicos vêm apelando neste sentido. Esperemos o melhor!

Fonte: artigos variados da atualidade, dentre eles este da revista Der Spiegel de hoje, 04/03/20 e este da página Fast Company de 03/03/20.

::Como a Alemanha se tornou o novo país do futebol::

27/07/2014

Achei na VEJA e divido com vcs. Bom domingo!

°°°

Algumas partes do artigo:

“Obrigado a atrair talentos para sustentar seu crescimento econômico, o país passou a ser procurado por imigrantes qualificados, como engenheiros e cientistas. Quase um em cada três imigrantes entre 20 e 65 anos que entraram na Alemanha na última década tem nível superior. Entre os alemães nativos, menos de 20% têm diploma.”

“Em exportação de produtos de alta tecnologia, a Alemanha só perde para a China, que tem uma população dezesseis vezes maior.”

“A Alemanha de hoje quer ser vista como um país mediador, não como um agressor”, diz Rüdiger Görner, professor da Universidade de Londres e especialista em cultura alemã. “É uma democracia com um poderoso senso de responsabilidade coletiva.”

Fonte: artigo da VEJA de 26/07/14


%d blogueiros gostam disto: