Posts Tagged ‘Ökokiste’

::Frutas e legumes::

20/05/2005

Quer ver um alemão plantar dois grandes olhos em sua direção? Comece a descascar uma laranja como a descascamos no Brasil (e de preferência mostre toda a sua habilidade em conseguir descascar a laranja de uma vez só, dando giros sem parar…) e depois corte-a como quiser, no meio, fazendo “tampinha” ou “cisterninha”. Por fim, comece a apreciar seu sabor… Os alemães vão com certeza fazer algum comentário, pois essa maneira de comer laranja não existe por essas bandas, é muito nossa, é muito Brasil.

A lista de diferenças, só na questão frutas, é grande. Outro exemplo é o abacate: nunca vi ninguém aqui comer abacate como eu comia na minha infância: só partia o abacate no meio, tirava a semente do meio, colocava algumas colheres de açúcar e… mandava ver! Ou fazia uma deliciosa batida de abacate. Hummmmmmmmmm! Repeti essas duas tradições ontem à tarde e fiquei pensando como as diferenças culturais tocam em cada parte da vida da gente. Abacate aqui é usado principalmente em comida de sal, como por exemplo em saladas. E, contrariando nossa expectativa, já que só o conhecemos como comida doce, misturado a comida de sal ele fica também muito gostoso!

O fato é que fruta aqui é super cara e muitas vezes não tem gosto de nada. Mas eu só como fruta quando tem gosto de fruta, não vai ser pela aparência de uma manga que vou comê-la tendo que lembrar nesse momento do verdadeiro sabor de uma manga… Por isso, desenvolvi duas estratégias, que queria dividir com vocês, para conseguir comer frutas e legumes na Alemanha com gosto de comida de verdade.

Primeiro, cheire tudo antes de comprar. Isso, cheire. Eu nunca compro laranjas ou tomates sem cheirar. E quase sempre dá certo. Se o tomate não cheira a tomate, seu gosto vai ser de “isopor”…. E se a laranja não tem cheiro de laranja, ela também não vai ter gosto nenhum. Outro dia achei uma laranja espetacular e comprei uma caixa de 5 quilos, que para minha felicidade estava em oferta. Comi tudo, voltei lá e comprei outra caixa. Em uma semana comemos 10 quilos de laranja, do jeito que comia na roça da minha avó, uma atrás da outra. Mas isso é exceção: é difícil achar aqui frutas gostosas pra comer e que sejam compráveis.

Segundo: se possível, não compre suas frutas e legumes no supermercado, vá a uma feirinha, de uma olhada onde há qualidade. Neste caso, è melhor comprar menos e melhor do que comer um monte de coisas sem gosto.

Terceira e “grande” dica: há em muitas cidades alemãs um sistema de venda de cestas e legumes, aqui na minha região ele se chama “Grüne Kiste” (cesta verde). Em Munique, segundo minha irmã, ele se chama “Öko Kiste” (cesta ecológica). Eu entrei nesse sistema há algumas semanas e desde então recebo aqui na porta de casa uma seleção de frutas e legumes da estação vindos de uma fazenda da região e totalmente sem agrotóxicos, de produção totalmente controlada. Eu posso escolher o que não gostaria de receber de jeito nenhum e se gostar muito de algo, posso pedir pra receber toda semana. Comecei a experimentar legumes que não conhecia ou não tinha o costume de preparar e passei a comer com muito mais satisfação, pois um alface tem gosto de alface, uma banana tem gosto de banana e por aí vai. Mas como tudo na vida, essa cesta também tem seu preço. De qualquer maneira, optei por qualidade e penso que podemos gastar nosso dinheiro só uma vez. Optei gastá-lo com boa comida, ao invés de mais tarde com remédios.

Bom, é isso aí. Bom apetite!


%d blogueiros gostam disto: