Anúncios

Posts Tagged ‘qualidade’

::Qualidade de vida – ou a falta dela::

01/03/2014

E logo depois do post abaixo, e a título de provocação com respeito ao cuidado com o meio-ambiente, queria incluir aqui uma matéria que comenta que um casal chinês de noivos tirou fotos com máscaras de gás como forma de protestar contra a terrível qualidade do ar em muitas cidades na China, que chega a extrapolar em 10 vezes o nível máximo de poluição aceito internacionalmente.

Há pouco tempo atrás uma conhecida minha chinesa colocou a culpa quanto a este fato nas empresas internacionais que abrem empresas por lá sem observar o cuidado com o meio-ambiente. Eu, que já conheço isso do Brasil, disse que o cuidado com o meio-ambiente tem que ser exigido através de leis governamentais e vivido no dia-a-dia pela população. Comentei que quando eu morava no Brasil e guardava meu lixo na minha mochila ao invés de jogar no chão, as pessoas diziam pra mim que eu deveria jogar no chão, pois todo mundo joga e que as ruas ficariam sujas com ou sem minha contribuição. Eu costumava argumentar que se todo mundo procurasse um lixo, as ruas não seriam tão sujas. Na minha opinião, se o governo não exige medidas neste sentido, as empresas (independentemente de sua origem) não irão colocar filtros, por exemplo, pois nenhuma empresa investe sem necessidade. E qual é sua opinião a respeito?

::Qualidade de Vida: Três cidades alemãs no top 10 dos melhores lugares do mundo para se viver::

22/05/2011

Escrito por Glaucimara Silva
Ter, 17 de Maio de 2011 12:06

Em busca de qualidade de vida? Todos os anos, a empresa de consultoria Mercer divulga seu ranking das cidades com melhor qualidade de vida no mundo. A pesquisa colocou três cidades da Alemanha no top 10, levando-se em conta 39 fatores agrupados em dez categorias diferentes, como ambientes social, político, econômico e cultural, saúde e saneamento básico, escolas e educação, serviços públicos e transporte, recreação e meio ambiente.

Düsseldorf, Frankfurt e Munique aparecem nas sexta, sétima e oitava colocações do ranking, que é dominado basicamente por cidades europeias. Das 25 melhores cidades do mundo para se viver, 16 estão no Velho Continente. Berlim, Hamburgo, Nurnburg e Stuttgart completam a lista de cidades alemãs presentes entre as 50 melhores. Viena, na Áustria, foi escolhida o melhor lugar do mundo para se viver.

No entanto, quando se analisa o ranking das cidades mais ecológicas do mundo, o resultado é bastante diferente. Considerando a disponibilidade de água potável, a remoção de lixo e resíduos, qualidade do ar e congestionamentos de veículos, cidades da América do Norte e da Oceania dominam as primeiras colocações da lista.

Na 13a colocação, Nuremberg foi a cidade alemã mais bem avaliada. Düsseldorf (28), Munique (28), Hamburgo (34), Stuttgart (34), Leipzig (41) e Frankfurt (50) completam a participação da Alemanha no top 50 do eco-ranking, que elegeu Calgary, no Canadá, a cidade mais ecológica do mundo.

Matéria da página Alemanja de 17.05.2011 – link aqui.

::A crise e a “qualidade” dos programas de tv::

28/10/2008

Um a cada 7 empregos dentro da Alemanha depende direta ou indiretamente da indústria automobilística. A fábrica da Daimler Crysler vai ficar 4 semanas fechada, 150.000 pessoas não poderão ir trabalhar por causa da crise atual. A fábrica da Opel está também no momento de portas fechadas e pode ser que o período de recesso forçado se estenda até as férias de fim de ano.

A crise financeira continua me deixando boba. Quanto mais eu leio e quanto mais ouço notícias, mais me pergunto como pôde ser possível chegarmos a um ponto desses, de desestabilização da economia mundial por causa da ganância dos que trabalham diretamente no topo da área financeira. Talvez tudo isso venha para que aconteça a reorganização econômica e social deste mundo, que já está aliás passando da hora de passar por boas reformas, acima de tudo pelo lado humano!

Mudando de assunto, hoje estávamos discutindo no meu trabalho como os programas da televisão alemã tem piorado com o passar dos anos e estão se assemelhando aos programas oferecidos ao redor do mundo: reality shows, Big Brother, discussões intermináveis de pessoas sem o menor nível, concursos de todos os tipos. Se uma pessoa já esteve uma vez na tv ela é um “star”, se volta mais uma vez à tv ela vira um “super star”. Muitos reclamam da qualidade da tv, mas poucos fazem algo. Fico preocupada com nossos filhos, que viram zumbis frente a esses programas altamente emburrecedores.

Há poucas semanas atrás houve aqui na Alemanha uma festa de premiação para os “melhores” programas da tv, e um crítico literário que seria premiado teve a coragem de ir ao palco e negar o recebimento do prêmio, pois ele disse ter vergonha do nível (ou da falta de nível) da tv alemã. Achei legal, mas ao mesmo tempo um pouco hipócrita, ao ler que ele também já trabalhou para a tv alemã e agora cospe do prato que comeu. Mesmo assim ele deixou na cabeça de todos um ponto de interrogação e uma pergunta em aberto: até quando o público vai aceitar consumir tanta baixaria na tv?


%d blogueiros gostam disto: