Anúncios

Posts Tagged ‘Simple Diary’

::Simple Diary – um diário simples de felicidades::

18/01/2011

Eu tenho um livrinho amarelo que troquei na Feira de Livros de Frankfurt por um livro meu, direto num estande, que recomendo mais uma vez pra todo mundo. Trata-se do “Keel’s Simple Diary”, um livro cheio de frases começadas, convidativo para anotar bons momentos. Acabo de fazer uma anotação lá, que refere-se toda ao Daniel, meu filho. Ele se desenvolveu muito nos últimos dias e me encheu de felicidade! No sábado, enquanto eu fazia faxina no apartamento, ele começou a pintar aquarelas e, ao receber elogios meus, continuou pintando e pintando. Fez mais de 10 pinturas, cada uma mais bonita e colorida do que a outra. Quando o pai e a irmã chegaram da loja, ele estava todo cheio de si e mostrou suas “obras primas” para o restante da família. Neste mesmo dia, o Matthias brincou com ele, perguntando se ele achava que deveria ser trocado por outra criança ou se estava feliz na nossa família. Ele respondeu que sim, estava feliz. E que se o Matthias o quisesse trocar, deveria comprar uma criança nova. O Matthias, que adora boas respostas, não conseguia parar de rir, enquanto o Daniel exclamava: “Eu não sei do que vocês estão rindo. Eu não achei graça nenhuma!”. Esta passagem, contada em português, pode não soar legal nem tampouco engraçada em português, pois o humor alemão é muito diferente do nosso. Mas eu, que tantos anos depois entendo um pouquinho do humor daqui, também não consegui me segurar com as respostas do Daniel e dei boas risadas! 🙂 Na semana passada a minha vizinha, casada com um português, veio me visitar e perguntar se o Daniel queria ir a aulas de português (de Portugal) com o filho dela. O pai os levaria e eu os buscaria. Gostei da ideia, mas fiquei um pouco receosa se seria mesmo uma boa pro Daniel, uma vez que ele tem dificuldade exatamente na fala, e se seria bom misturar os dois idiomas no aprendizado da escrita. Decidi que iria tentar uma vez, e esperar por sua reação, pois sou da opinião de que o melhor momento para aprender algo, é quando queremos aprender. Qual não foi minha felicidade ao ir buscá-los hoje na aula (que é mantida pelo governo português aqui na minha região, dado o grande número de imigrantes portugueses), e ver que ele tinha feito aproximadamente umas 10 folhas de atividades, envolvendo letras e quantidades, tendo desenhado e colorido muito! Ganhei mesmo meu dia, e estes momentos felizes já foram devidamente anotados no meu livrinho amarelo, que já tenho há mais de um ano e já tem algumas páginas preenchidas por mim, repletas de bons momentos. 🙂


%d blogueiros gostam disto: