Posts Tagged ‘Páscoa’

::O que foi que o coelhinho da Páscoa trouxe pra você?::

12/04/2020

Acordei lembrando de como era gostoso, a cada Páscoa, ir na casa da minha vizinha e sair procurando pelo meu ovo de chocolate! Com o tempo, eu acabei virando uma expert naquela tarefa e já conhecia os melhores lugares na casa da Dona Célia, de onde eu potencialmente sairia com alguma guloseima de chocolate, o absoluto objeto do meu desejo nos meus tempos de infância…

Hoje em dia meu desejo para me alimentar na Páscoa, muito além de um chocolate, passou a ser o de alimentar a minha alma. Bem no sentido literal mesmo da coisa, pois renascer pra mim tem algo de borboleta, de sair do casulo e de viver verdades, e como eu sou absoluta devota de uma borboleta azul como um símbolo que ocupa meu imaginário e como me sinto naturalmente atraída por temas de desenvolvimento pessoal e espiritual, o alimento da alma se torna algo atrativo e acontece na realidade de forma muito natural, numa busca incessante do meu verdadeiro eu e com que finalidade vim a este mundão de Deus.

E foi assim que participei de muitos encontros virtuais das mais variadas formas durante as últimas semanas da quaresma, em condição de enclausurada pela quarentena do coronavírus, quer seja com amigos, conhecidos ou completos desconhecidos, na busca da reflexão de mim mesma. Os encontros têm sido um processo de aprendizado incrível! Foi em um desses grupos que recebemos a tarefa de que deveríamos contatar amigos e familiares pedindo que eles descrevessem nossa essência/aura. Nos disseram que este seria nosso presente de Páscoa e na hora eu esbocei um sorriso com a ponta dos meus lábios, tentando imaginar o que viria pela frente, pensando em como seria esse exercício na prática e já enviando alguns pedidos a tempo real pelo WhatsApp, enquanto participava de uma sessão virtual pelo Zoom, como boa multitasking que sou.

Pra resumir a experiência, foi algo mais fantástico e enriquecedor do que uma vez quando pedi que as pessoas dissessem uma palavra ou característica que ligavam a mim quando passaram pelo meu mural no Facebook. Agora, depois de eu mesma ter tentado me resumir, recebi variados retornos de muitos dos que me são caros confirmando alguns pontos que eu mesma tinha identificado para mim, e levantando muitos outros com os quais eu me identifico, sem dúvida, mas que são mais positivos na realidade do que eu mesma identificaria para mim. Recomendo o exercício, de qualquer forma, por ser muito enriquecedor e verdadeiro, se você souber buscar pessoas que realmente sabem de quem estão falando… Para mim, este se tornou um verdadeiro presente de Páscoa que guardarei com carinho em um cantinho especial do meu coração, por todos os anos que ainda hei de habitar neste planeta Terra.

E foi assim que, depois de dar mil voltas, cheguei de novo ao reencontro da borboleta azul que povoa minha mente como símbolo da transformação (minha e do próximo) e ao slogan/lema da minha consultoria de carreira, o „sharing knowledge to help others to grow” (dividir conhecimento para ajudar outras pessoas a crescer). Este é o lema da Connex Consulting, a consultoria que fundei em 2008 para acompanhar pessoas em busca de estudos ou de uma carreira no exterior.  Com toda a humildade de alguém que é altamente questionadora, muitas vezes cética e dura crítica de mim mesma, me vejo mais uma vez claramente na jornada de aprender, trocar e prestar suporte a pessoas, numa ponte constante do saber, da auto realização e do desenvolvimento da potencialidade de cada um, em busca de seu verdadeiro eu. Isto acontece na realidade não só no campo profissional, mas também em campos mais pessoais e até espirituais, pois os campos de nossas vidas estão, como poderia deixar de ser, totalmente emaranhados… E quando avançamos em um, levamos os outros também à frente, sempre em processo de constante expansão.

Escrever para mim é terapia e compulsão, muito mais do que um ato de coragem como muitos hoje julgam ser. Viver a minha verdade me liberta e me impulsiona, me faz chegar mais perto da minha essência, me posicionar melhor no mundo que me cerca e me conectar com minha própria aura. Brilhando, aceitando ligar a minha vela e iluminando o meu caminho, peço humildemente que Deus continue me dando a inspiração e a empatia para acompanhar a caminhada de outras pessoas, no processo de constante aprendizado para ambas as partes.

Uma questão central para mim é sempre a busca do âmago de quem interage comigo, pois quem não se entende e não se posiciona, tem muito mais dificuldade de se expor, quer seja a nível pessoal ou profissional. Depois de muita reflexão, cheguei à conclusão de que entre deixar que outras pessoas me definam e eu mesma assumir as rédeas do processo de conseguir dizer para mim e para os outros quem sou eu, prefiro definitivamente a segunda opção, e certamente é esta a que recomendo para quem está passando por uma consultoria comigo. Assim, assumindo quem eu sou, tenho uma luz que transmuta e vai iluminando meu caminho. Desejo que você, leitor, também esteja em busca da sua luz, e acredite que quanto mais você se “iluminar”, maior será a clareza no seu próprio caminho e a tendência a iluminar também os que passarem pelo seu caminho. E assim, no verdadeiro espírito da Páscoa de renovação e renascimento, você possa reafirmar quem você é de verdade, sem medo de ser quem é, dentro da nossa condição humana de eternas borboletas, sempre em desenvolvimento eterno…

Quem lê essas linhas é a razão da existência deste blog, de algo que já foi muito popular há quase 20 anos atrás, e que hoje, quem diria, dizem muitos, virou ato de coragem. O simples ato de encostar a beirada dos dedos em um teclado de computador se tornou hoje algo que, dentro do mundo midiático e muitas vezes superficial que vivemos, poucos têm a disposição para fazer. Que você encontre sua própria forma de expressão, quer seja através da escrita, do conhecimento, da arte, da espiritualidade, da música… Que o divino lhe inspire a montar esse canal de conexão de dentro do seu próprio divino com conexão direta para o coração de outros seres. Ainda mais em tempos de quarentena e de confrontamento com a potencialidade de um vírus e da morte, com o entendimento da finitude desta existência e de que, perante uma doença, todos somos iguais não importando quem somos, de onde viemos e muito menos quanto temos em nossa conta bancária, desejo que você também tenha tido e continue a ter a oportunidade de fazer uma verdadeira faxina interna de valores e razões para existir. E se eu puder ter a honra de lhe acompanhar nesta caminhada, entre em contato comigo.

Que nesta Páscoa você reflita e declare em alto e em bom som para si e para o próximo por que vale a pena estar aqui e com que finalidade você veio parar neste mundo, de verdade verdadeira e em completa ressonância com o seu eu interior.

Feliz Páscoa, querido leitor!

::Um casal jovem, a Páscoa e O Mecanismo::

01/04/2018

DAK

Um casal jovem está feliz pela chegada do seu bebê – a propaganda foi altamente criticada no Facebook por um partido de direita na Alemanha, AfD, e seus adeptos. A resposta do Philipp Awounou, um jogador de futebol e jornalista esportivo nascido na Alemanha, que se tornou alvo de um shitstorm somente por ser moreno, dentro do contexto atual do país em parte revoltado pela ajuda aos refugiados, acontece à altura (tradução livre minha do texto logo abaixo):

 

“Na realidade não tenho tempo para o palavriado populista de partidos como AfD & Co. Quem não percebe as bobagens que estão sendo veiculadas nesses grupos, não pode ser atingido com argumentação baseada em fatos. Desde há alguns dias atrás, porém, estou sendo atingido pessoalmente, e não posso deixar isso passar sem um comentário da minha parte:

Um ou outro já deve ter percebido que eu e Regina aparecemos em algumas propagandas… na realidade uma história legal, que causou muitos, muitos retornos positivos. Muito obrigado por isso!

Infelizmente, na opinião da AfD Nordwestmecklenburg eu não sou “nativo“ o suficiente. Isso levou a comentários e posts que são em tantos níveis tão errados, cretinos e maldosos, que cheguei a perder a fala:  “propaganda de estrangeiros”, “corja suja“, “assassinos“, “estupradores“, “vontade de vomitar“, “inaceitável“… li muita coisa, isso sim, para mim inaceitável, muitos erros de grafia, muita coisa em torno de um partido que no momento atinge o mesmo patamar do SPD.

Nunca poderia imaginar, nem nos meus sonhos mais longínquos, que uma foto como essa pudesse ser alvo de reações como as que li. Elas não combinam com a minha impressão pessoal sobre a Alemanha e seus cidadãos: meu dia a dia é marcado por pessoas tolerantes, de bom senso e abertas, pessoas de pele clara e escura, com passaporte alemão e estrangeiro – com o coração no local certo. Nos poucos meses em que estou sendo alvo de um ataque racista e alvo de um ataque contra estrangeiros, fico ainda mais feliz por ter amigos assim!

Portanto é importante para mim, neste post, poder agradecê-los por seus valores e normas, seu apoio e sua abertura. O fato de nós – a Regina também – termos nos tornado alvo de um ataque de direita radical me mostrou que o que acontece comigo infelizmente não é natural. E caso você mesmo seja alvo de um ataque racista: posts racistas podem ser relatados e comunicados nas mídias sociais como tais, caluniadores de direita podem ser denunciados. Eu também fiz uso desse direito.”

Philipp Awounou

°°°

Eigentlich habe ich für das populistische Gerede von AfD & Co. nicht viel übrig. Wer nicht erkennt, wieviel Unsinn da verbreitet wird, der ist mit vernünftiger Argumentation vermutlich eh nicht mehr zu erreichen. Seit einigen Tagen bin ich jedoch persönlich betroffen, und das möchte ich dann doch nicht unkommentiert stehen lassen:

Der eine oder andere wird sicher mitbekommen haben, dass Regina und Ich zurzeit auf ein paar Werbeplakaten zu sehen sind… eigentlich eine witzige Geschichte, die viel, viel nettes Feedback hervorgerufen hat. Danke dafür😉

Leider bin ich einigen Menschen, unter anderem denen von der AfD Nordwestmecklenburg (siehe Bild), offenbar nicht „einheimisch“ genug. Das hat zu Kommentaren und Posts geführt, die auf so vielen Ebenen falsch, schwachsinnig und boshaft sind, dass es mir echt die Sprache verschlagen hat: „Kanaken-Werbung“, „Drek Gesindel“, „Mörder“, „Vergewaltiger“, „zum Kotzen“, „Pfui Teufel“… viel Kram unter der Gürtellinie, viele Rechtschreibfehler, vieles rund um eine Partei, die in aktuellen Umfragen beinah gleichauf liegt mit der SPD.

Nicht einmal ansatzweise hätte ich mir vorstellen können, dass dieses Bild solche Reaktionen hervorrufen würde. Sie passen absolut nicht zu meinem persönlichen Eindruck von Deutschland und seinen Bürgern: Mein Alltag ist geprägt von toleranten, vernunftbegabten und weltoffenen Menschen, Menschen mit heller und dunkler Haut, mit deutschem oder ausländischem Pass – mit dem Herz am rechten Fleck. In den wenigen Momenten, in denen ich doch einmal mit Rassismus und Fremdenhass konfrontiert werde, freut mich das umso mehr!

Es ist mir deshalb wichtig, mit diesem Post eure Werte und Normen, euren Rückhalt und eure Offenheit zu feiern🎉 Dass wir – auch Regina – wegen einem Werbebild Zielscheibe rechter Parolen geworden sind, hat mir nämlich einmal mehr gezeigt, dass das leider nicht selbstverständlich ist. Und falls du selbst von Rassismus betroffen bist: Rassistische Posts kann man melden, rechte Hetzer anzeigen. Von diesem Recht werde auch ich Gebrauch machen.

Philipp Awounou

 

°°°

 

E hoje é dia de Páscoa e de (auto)reflexão. Para mim foi um momento especial ver uma cruz sendo decorada por crianças com tulipas coloridas, me passou o sentimento de que da escuridão pode vir a luz, a esperança (não só de dias mais claros e menos sombrios mas também de dias melhores para o nosso planeta Terra).

Não excluindo a corrupção que existe em outros países (o caso da Volkswagen e a da indústria automobilística alemã está aí pra servir de exemplo…), passei parte do meu feriado de Páscoa assistindo o seriado “O Mecanismo“ na Netflix, contando parte da história da Lava Jato em forma de ficção. Cheguei a esse seriado pelo tanto que li em mídias sociais com relação às críticas feitas com relação a ele, de que distorce fatos, que tem interesses políticos e não retrata a realidade… Bom, por ser obra de ficção e não um documentário, não me assusta o fato do seriado não ter seguido exatamente o decorrer dos fatos no Brasil. O que me assusta muito mais, e me embrulhou a barriga, me deu vontade de vomitar e de afundar a cara num buraco, pensando que esse seriado está sendo mostrado para 190 países no mundo, foi simplesmente imaginar que aquilo tudo é baseado realmente em fatos reais, o tal do mecanismo que o José Padilha quis mostrar que existe em vários níveis econômicos no nosso país, se repetindo ad infinitum em várias esferas, independentemente do partido político, da ideologia ou do tamanho do rombo… cada um rouba como e quanto pode. Mesmo não deixando de admirar a trama em si, o seriado em si como produção 100% brasileira, e o fato dele estar mostrando bons atores como a Carol Abras e o Selton Mello, que aliás fizeram suas próprias dublagem em inglês e ela não ficou nada mal!

Como um primo meu comentou, espero também que isso fique só num seriado e não vire uma novela interminável… felizmente a História dá voltas! Continuo esperando que outras Mariellas surjam na política brasileira pra ter coragem de denunciar e lutar contra o sistema, fazendo o que deveriam fazer como representantes do povo e não buscando um posto público simplesmente com o objetivo de auto enriquecimento. Alguém aí sabe se o Padilha já está rodando a segunda temporada do seriado?

P.S.-Conversando com um amigo, o André, logo depois que escrevi esse post, concluí junto dele que o joguinho de esquerda x direita no Brasil, ou democráticos x extrema direita na Alemanha, ou qualquer disputa de grupos dentro de uma determinada sociedade, é também PARTE do Mecanismo! Enquanto as pessoas se formam em grupos e se atacam entre si, eles lá em cima monopolizam o poder e fazem o que querem com ele! Não há lado ideológico quando se trata de uma sociedade, há UM povo e nós cidadãos temos que buscar aquilo que for melhor para o povo em conjunto, a sociedade em que estamos inseridos. Não podemos cruzar os braços e fazer parte do Mecanismo em prol dos mais ricos, alimentando ainda mais sua riqueza!

Meu irmão comentou também que dentre poucos meses nós brasileiros teremos a tarefa de votar naqueles que poderão mudar o quadro político brasileiro.

Que toda essa discussão em cima do seriado sirva para mudar algo pra melhor no Brasil e no mundo, e sirva de conscientização para as pessoas, acima de suas crenças políticas, de que a intenção e o caráter de um ser humano é que pode levá-lo a fazer algo bom, se ele tiver bons objetivos, agir de forma altruísta em prol da sociedade!…

Fonte: artigo da revista Der Spiegel de 31/03/18.

::Feliz Páscoa!::

12/04/2009

1ja-113A primavera chegou na Alemanha… e com ela uma alergia muito chatinha, que tenho há alguns anos: Heuschnupfen (alergia a pólen ou febre do feno). Amanhã é dia de me munir com remedinhos homeopáticos para os olhos e o nariz!… Mas o mais importante: o sol finalmente está brilhando lá fora! Podemos usar roupas leves! Andar de Havaianas!… 🙂

Como alguns de vocês devem ter percebido, passei os últimos dias modificando o blog um pouquinho, com a ajuda da Cecília. Coloquei algumas informações sobre minha pessoa, sobre o livro e seus leitores, além de ter aberto uma página só para parceiros. Se tiver algum comentário, recomendação ou quiser propor uma troca de links, entre em contato!

Feliz Páscoa para todos! Que a luz da renovação alcance nossas vidas. Um beijo!


%d blogueiros gostam disto: